COMPARTILHAR
Sport-Huancayo-Unión-Española-Copa-Sul-Americana-Futebol-Latino-08-03
Foto: Arte Futebol Latino

Jogando praticamente os 90 minutos melhor que a Unión Española, o Sport Huancayo construiu com tranquilidade sua classificação na Copa Sul-Americana ao vencer por 3 a 0 em duelo que ocorreu na altitude peruana.

Leia mais: Nos pênaltis, Nacional elimina Mineros da Copa Sul-Americana
Rampla Jrs massacra UTC e passa de fase na Sul-Americana

A partida iniciou com os donos da casa sendo mais ativos, procurando o gol tendo mais iniciativa do que propriamente os chilenos. Essa atitude demorou um pouco a ser recompensada, mas, aos 20 minutos, a força do Huancayo e da velocidade da bola na altitude fizeram a diferença.

Com espaço aberto para arriscar o tiro a distância, o meia Luis Trujillo chutou de muito longe e viu o arqueiro Diego Sánchez deixar a bola quicar em sua frente e o enganar completamente no tempo de reação, 1 a 0 para os donos da casa.

O momento seguiu de superioridade para os peruanos, tendo claramente a equipe visitante dificuldade até mesmo de adaptação as condições de altitude. Com isso, o Sport Huancayo parecia bem a vontade para trabalhar a bola e controlar sua vantagem.

Logo no começo da etapa complementar, mais precisamente aos quatro minutos, o que já era bom ficou ainda melhor para o time de Junin. Após cruzamento vindo da direita de Marcos Delgado, o atacante Charles Monsalvo tocou com força suficiente para tirar do alcance de Sánchez e aumentar a vantagem no placar.

Se a situação já era bastante desfavorável, após cometer uma falta dura no campo defensivo tendo cartão amarelo, o volante Santiago Gallucci deixou o Unión Española com um jogador a menos. Algo que pesou diretamente no placar apenas um minuto depois.

Após receber passe em liberdade e de frente para Diego Sánchez, Marcio Valverde encheu o pé e estufou as redes chilenas para impôr o 3 a 0 favorável ao Sport Huancayo. No mais, o lance que movimentou um pouco mais a partida já no final foi outra expulsão do lado da equipe de Santa Laura, dessa vez por parte de Pablo Aránguiz.