suarez-revela-quem-era-seu-idolo-do-mundo-do-futebol-na-infancia-Futebol-Latino-07-04
Foto: Divulgação

Se hoje o atacante uruguaio do Barcelona (Espanha), Luis Suárez, exerce papel de ídolo para muitas pessoas dentro e fora de seu país, o mesmo já teve seu momento onde esteve do outro lado da relação de idolatria que certamente também fomentou seu desejo de fazer sucesso no mundo do futebol.

Leia mais: Logo na estreia, Francis marca duas vezes e salva equipe de derrota no Japão
Aguero deve retornar ao City para duelo na Liga dos Campeões da Europa

Tendo papel importante na vitória do Barça sobre o Atlético de Madrid por La Liga no último sábado (6), ele pontuou em entrevista a rádio uruguaia Sport 890 no programa Embajadores del Gol que dois atacantes charruas presentes na Celeste sempre foram referências importantes. Todavia, pensando em um contexto geral, a figura máxima que tem carinho é, na verdade, de nacionalidade argentina:

“Quando comecei na seleção admirava Sebastián Abreu e a Diego Forlan. Mas ídolo ídolo, que assistia desde criança, foi Gabriel Batistuta. Esse era um nove ‘nove’.”

Outro ponto comentado pelo Pistolero foi em relação as críticas que seu companheiro de equipe, Lionel Messi, costumeiramente recebe quando o assunto são suas atuações e a exagerada influência que o camisa 10 teria nos bastidores da Albiceleste.

“Dói quando criticam o Messi na Argentina. Dóis quando dizem que ele leva seus amigos para a seleção. Preste atenção que Aguero, Banega, Mascherano, estavam nas melhores equipes do mundo. Faz cinco anos que estou no Barcelona e nunca escutei Messi dizer nada sobre técnicos nem dizer que quer um ou outro treinador. E mais, quando lhe perguntam, ele responde: ‘Façam o que vocês quiserem’. Nunca se meteu”, garante o camisa 9 do time culé.