COMPARTILHAR
Foto: Aton

Na noite da última terça-feira, a Universidad de Chile derrotou o Vasco pela Taça Libertadores e começou bem o torneio continental. Apesar do bom momento em campo, o clima nos bastidores está bem agitado.

Leia Mais: Negociação entre Grêmio e Sport por André está emperrada
Análise: O futebol brasileiro e a soberba na Libertadores

De acordo com o jornal El Mercurio, o técnico Ángel Guillermo Hoyos, entrou em conflito com o gerente de futebol Ronaldo Fuentes. A confusão teria acontecido na véspera do embarque para o Rio de Janeiro, quando o comandante queria relacionar 20 jogadores e o diretor só permitiu 19 relacionados.

Inconformado com a decisão da gerência, o treinador ficou revoltado e partiu para cima do diretor com graves acusações.

Segundo a publicação, a relação entre diretoria e Ángel Hoyos está desgastada. O comandante não aceita algumas intervenções da cúpula e o que mais lhe incomoda no momento é a presença de Miguel Ponce, ex-jogador da La U e comandante da área técnica do clube chileno.

Nos últimos tempos, Ponce tem aparecido com frequência nos treinos da Universidad e gosta de se intrometer nos métodos do treinador.

No clube chileno desde a temporada 2017, Ángel Guillermo Hoyos conquistou um campeonato nacional e voltou a dar padrão de jogo ao time de Santiago, algo que não era visto desde a época que Jorge Sampaoli era o técnico.