SHARE
tecnico-do-barcelona-nao-seria-boa-opcao-para-a-tri-afirma-de-la-cruz-Futebol-Latino-07-10
Foto: Reprodução/YouTube

A situação da seleção do Equador decaiu de maneira significativa durante as Eliminatórias, fazendo com que não haja mais possibilidades de ir a Copa do Mundo mesmo faltando uma rodada para o término da competição.

Leia mais: De Volta Redonda ao Oriente Médio, a trajetória de Caio, o “Talismã”
No Serra Dourada, Goiás bate Náutico e deixa a zona da degola na Série B

E, pelo menos de acordo com um nome importante do futebol no país, o ex-defensor Ulises de la Cruz, tentar colocar treinadores em alta no comando da Tri como o uruguaio Guilherme Almada, do Barcelona de Guaiaquil, não é o melhor caminho de recuperação:

“Seria só mais uma experiência, como aconteceu com Quinteros. Eu creio que não poderia se pensar em Almada ou alguém assim. Teria que ser algo que já viveu essas instâncias, que não seja só mais um experimento, mas sim que venha defender o seu prestígio.”

Outro ponto tocado também pelo ex-atleta com a larga história de 101 convocações na seleção equatoriana em entrevista a DirecTV foi a questão da Federação Equatoriana de Futebol (FEF) ter um critério melhor definido para escolher o comandante da seleção:

“(A FEF) Deveria buscar formas de jogo, um currículo, o que o futebol equatoriano necessita. E se tiver que tirar o talão de cheque do bolso, temos que tirar.”