COMPARTILHAR
tecnico-servio-reclama-de-valores-perdidos-da-selecao-mexicana-Futebol-Latino-11-10
Foto: Getty

O treinador sérvio Bora Milutinovic conhece bem o futebol mexicano e também a seleção local. Tendo, inclusive, sendo o comandante em 1986 quando o México sediou a Copa do Mundo e chegou as quartas de final quando caiu frente à Alemanha.

Leia mais: Saiba como e onde assistir o amistoso Argentina x Iraque
Brasileiro vive fase iluminada no futebol dos Emirados Árabes

Porém, o profissional não vê com bons olhos as seguidas eliminações da equipe na fase de oitavas de final dos Mundiais recentes, sendo inclusive classificado esse fenômeno de “Maldição do Quinto Jogo”.

Para ele, em entrevista dada ao jornal espanhol Marca, influencia nessa questão alguns “valores perdidos” em comparação aos atletas dos anos 80.

“Não se pode comparar à época que eu era o treinador porque tudo era diferente. O que eu posso dizer é que era uma alegria ver como os meus jogadores tinham valores que, hoje, eu vejo que se perderam em muitas equipes. Gostava de ver como eles davam tudo pelo seu país e o seu esforço para dar alegria a um povo mexicano que os apoiava de maneira extraordinária”, analisou Bora.

Ainda comentando sobre o assunto Copa do Mundo em relação a seleção mexicana, o um dos integrantes da organização do Mundial no Catar em 2022 mencionou que, sobre a edição de 2018, não se agradou com o nível técnico apresentado:

“Não sei em quê foi um grande Mundial, para mim não foi de futebol. O que importa é o que se vê em campo e, se coincide também o que há fora, será espetacular. Mas o dentro de campo sempre será o mais importante.”