Apesar de restarem pelo menos mais três meses de disputa nas competições europeias até o fim de 2018, o mercado de transações já começa a dar os seus primeiros indícios de movimentações nos bastidores.

Leia mais: Jhon Cifuente fala que merece convocação a seleção do Equador
Após nova derrota, técnico sul-americano é demitido por time do Qatar

Segundo o que foi revelado pelos jornais A Bola, de Portugal, e o inglês The Sun, o Arsenal considera que o meio-campista Aaron Ramsey está muito próximo de deixar o clube e analisa a possibilidade de contratar o meio-campista Héctor Herrera, do Porto, como peça de reposição.

Os portugueses informaram que representantes dos Gunners estiveram no estádio do Dragão na última quarta-feira (3) onde o time da casa superou o Galatasaray por 1 a 0 em partida da Liga dos Campeões da Europa justamente para acompanhar mais de perto o momento vivido por Herrera.

Isso seria um reflexo claro de como o Arsenal tem em mente quase que a certeza de que não existe mais “clima” e nem interesse de Ramsey em ficar no time inglês.

Além do staff do atleta não ter aceitado os termos de uma possível renovação ao atual vínculo que tem duração até junho de 2019 apresentada pela diretoria do clube, na última semana uma série de postagens dos responsáveis pelo gerenciamento da carreira de Aaron, a Avid Sports & Entretainment Group, chegaram a dizer que ele “não tinha outra opção” que não fosse deixar o Arsenal. Posteriormente, a conta deletou as postagens.

Em meio a tudo isso, o time hoje treinado por Unai Emery deve ter uma considerável concorrência na aquisição de Héctor Herrera.

Roma, Lyon e Real Madrid já demonstraram interesse em contratar o atleta de 28 anos de idade sendo que, na última pausa de datas FIFA, informações dão conta de que o atual treinador merengue, Julén Lopetegui, conversou pessoalmente com seu ex-comandado nos tempos em que ele treinou o Porto.