COMPARTILHE
tevez-nao-poupa-palavras-para-criticar-outro-idolo-do-boca-juniors-Futebol-Latino-16-06
Foto: Rex Features

Dois atletas com imensa representatividade para a história principalmente do Boca Juniors como são Carlitos Tévez e Juan Román Riquelme, parece que as opiniões e posturas de ambas as partes são diferentes da idolatria que compartilham da torcida xeneize.

Leia mais: Zagueiro mexicano fará história ao entrar em campo na Copa das Confederações
Depois de Chará, Junior Barranquilla se aproxima de contratar meio-campista peruano

Em declaração que foi veiculada pelo diário espanhol Marca, o atacante hoje atuando no Shanghai Shenhua demonstrou insatisfação com o comportamento que tem o ex-camisa 10 tanto do clube xeneize como da seleção argentina após o encerramento da carreira:

“Quando Riquelme jogava não tinha amigos jornalistas, mas agora toma mate com eles. Sempre trata de jogar pra baixo os jogadores do Boca e o corpo técnico. E, agora, os jogadores do Boca decidiram bater de frente com ele e fazem isso bem. Mas isso não faz bem aos jogadores e aos jovens que atuam no Boca. Fora de campo tem deixado muito a desejar. Riquelme era um ídolo dentro de campo, mas fora deixa muito a desejar.”

Falando também sobre um tema relacionado tanto ao futebol europeu como também a Albiceleste, Tévez também comentou sobre a chegada de Sampaoli a seleção e a oportunidade em que ele teria sido convidado a reforçar o Sevilla, ex-clube do treinador latino:

“Gosto do Sampaoli, é um grande técnico com ideias claras e creio que irá muito bem. Sabe transmitir o que pensa. Quando me chamou para ir ao Sevilla o agradeci, mas esclareci que não me sentia apto para a alta competência dessa equipe.”