tevez-afirma-que-percebia-olhares-de-desconfianca-para-com-ele-Futebol-Latino-10-05
Foto: Divulgação/Boca Juniors

*Por Mônica Alvernaz

O terceiro lugar na Copa América já foi definido, mas o confronto entre Argentina e Chile segue dando o que falar. A expulsão de Messi gerou grande repercussão e polêmica, incluindo declaração do camisa 10 e da Conmebol sobre o tema.

Leia mais: Conmebol rebate declaração de Messi em comunicado: “Inaceitável”
Barcelona perde jogo e chance de retomar liderança da Série A no Equador

Em meio a tudo isso, Carlitos Tevez resolveu se pronunciar sobre o assunto, mas sendo menos radical que Messi em suas declarações. Em entrevista para uma rádio argentina, Tevez considerou que o cartão vermelho foi exagerado por parte do árbitro. “Acho que um amarelo para os dois já estava de bom tamanho. Mas são decisões que cabem ao árbitro. Não podemos entrar nesse julgamento”.

Ainda durante a participação na Rádio La Red, Tevez preferiu se ausentar de polêmicas ao comentar sobre a acusação de Messi sobre a Conmebol. “Não sei o que dizer, porque já falei muitas coisas. Se retorno com minhas declarações, sei que prejudico meu clube e a mim”.

Anteriormente, Tevez chegou a declarar que “se alguém fala mal da Conmebol, te punem”. Na ocasião, o jogador deixou claro que dependendo do que falasse poderia gerar prejuízos tanto ao Boca Juniors quanto para ele. Desta vez, Tevez optou por ficar de fora da polêmica entre o camisa 10 da seleção argentina e a maior entidade do futebol sul-americano.

Messi e a Conmebol

A confusão começou quando, após ser expulso, Messi optou por não participar da cerimônia de premiação. Quando questionado, o camisa 10 deixou claro que não era obrigado a “ser parte desta corrupção”.

Em comunicado oficial, a Conmebol se posicionou classificando a postura de Messi como “falta de respeito” e destacando que “um pilar fundamental do fairplay é aceitar resultados”.