COMPARTILHAR
The-Strongest-Libertad-Copa-Libertadores-Futebol-Latino-03-05
Foto: Arte Futebol Latino

Não faltou empenho e dedicação, mas sim pontaria. Atuando em La Paz contra o Libertad pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, o The Strongest perdeu por 3 a 1 e, distante do terceiro posto do Grupo 3 pela larga diferença no saldo de gols, ficou praticamente sem chances também de ir para a Copa Sul-Americana.

Leia mais: Ex-flamenguista marca, Racing derrota La U e garante vaga nas oitavas da Liberadores
Barcelona de Guayaquil quer se desfiliar da Liga de Futebol Profissional

O The Strongest até assumiu o protagonismo e a necessidade de vencer partindo pra cima enquanto os paraguaios, se defendendo, não conseguiam sair. Foram pelo menos três grandes oportunidades onde o ataque boliviano parou em grandes intervenções de Rodrigo Muñoz.

Apesar da pressão do adversário, na primeira chance que tiveram, os visitantes foram eficientes e conseguiram abrir a conta em La Paz.

Aos 21 minutos, após cruzamento vindo do lado direito, o experiente atacante Óscar Cardozo apareceu totalmente livre de marcação na pequena área e só tocou de pé esquerdo para as redes de Daniel Vaca.

A insistência dos donos da casa só foi premiada no tempo complementar logo aos dois minutos. Raúl Castro, em chute muito forte, finalmente superou Muñoz e deixou tudo igual no estádio Hernando Siles.

O confronto seguiu com a mesma premissa do Tigre avançando e o clube de Assunção se fechando e armando-se para atuar nos contra-ataques até mesmo tentando minimizar os efeitos físicos da altitude.

Na base do desespero, o clube Atigrado bem que tentou, mas acabou se abrindo o suficiente para que os Repolleros dessem o “golpes de misericórdia”.

Em novo contra-ataque, Antonio Bareiro finalizou bem, distante de Vaca, e ainda houve tempo para Cardozo fazer o seu segundo gol de pênalti para dar números finais ao confronto.