Foto: Reprodução Clarín

Assim como acontece no Brasil, a Argentina deu mais uma mostra em relação a impunidade do país. Após prender o torcedor que atacou pedras no ônibus do Boca Juniors, a Justiça local entrou em acordo com Matías Firpo e soltou o hincha do River Plate.

Leia Mais: Dupla de La Paz tropeça e San José tem chance de “folga” na liderança
Capitão do River Plate manda recado ao elenco do Boca Juniors

Segundo a imprensa argentina, o torcedor admitiu o erro que cometeu no dia da final da Libertadores e por isso não poderá acompanhar os jogos do River no Monumental de Núñez por tempo indeterminado.

Além de não ir ao estádio, Matías Firpo terá que prestar 180 horas de serviços comunitários. Outro ponto determinado é que, caso precise sair do país, o hincha precisa de uma autorização do governo.

Vale lembrar que, Matías foi o único torcedor identificado que participou do ataque ao ônibus do Boca. Na ocasião, os jogadores Xeneizes se feriram, entre eles o capitão Pablo Pérez e o jogo foi suspenso.