SHARE
torcida-fl-alguns-dos-cantos-bonitos-da-america-latina-Futebol-Latino-09-03
Foto: AGIF

*Por Marco Aurélio da Silva Júnior

O Figueirense é um dos mais tradicionais clubes do estado de Santa Catarina, além de ser o maior campeão estadual. Em 2016 acabou sendo rebaixado e nessa temporada 2017 jogará a série B do Brasileirão.

Leia mais: Futebol argentino encerra a greve e volta com campeonato já nesta quinta
Empresa brasileira fecha acordo com clube chinês

O “Hino da Torcida” é um dos mais belos cantos de torcida no país, embora seja de um clube de menor expressão. Escrita por Paulinho Carioca, a torcida do Furacão do Estreito tem o costume de cantar a música em toda a partida. Segue a letra:

“Vencer vencer vencer / Figueira Figueira / A tua glória é lutar / E a tua vitória / Tanta alegria nos dá / Tu é o mais querido / És um colosso, és forte de fato / Vamos meu Figueirense / Vencer este campeonato/ Tua bandeira quero ver tremular / Com as cores preto e branco sempre a triunfar / E a tua força mostre no gramado / Meu Figueirense adorado / Teu patrimônio é um mundo de riquezas / Com obras de emérito valor / Tens a torcida mais fiel do nosso estado / Figueira eu te amo com fervor”

Vélez Sarsfield – Argentina

O Vélez é um time bastante conhecido no Brasil, por todos os jogos feitos aqui e por toda sua história. Dez vezes campeão argentino, o clube de tradição italiana utiliza a melodia da música “Mariposa Tecknicolor” de Fito Paez para cantar uma das mais belas músicas da América Latina.

A música é bastante cantada nos estádios argentinos, existe também uma versão famosa cantada pela torcida do Boca Juniors, mas a do Vélez é a que, na minha opinião, ficou mais bonita. Segue a letra:

“Todos los momentos que viví / Todas las canchas donde te seguí / Cada campeonato que ganamos / La Copa que levantamos / Cuando fuímo al Morumbi / Vélez sos mi alegría / Vos sos el campeón / Yo te llevo en el alma / Te llevo em el corazón”

Tradução: “Todos os momentos que vivi / Todos os estádios onde te segui / Cada campeonato que ganhamos / A Copa que levantamos / Quando fomos ao Morumbi / Vélez você é minha alegria / Vélez és o campeão / Eu te levo na minha alma / Te levo no meu coração”

Seleção Argentina

Os argentinos são extremamente famosos pela sua criatividade na hora de compor cantos de torcida. Sem dúvidas, o mais famoso é o “Brasil decime que se siente” aqui no nosso país, mas o mais bonito é a versão que o torcedor argentino canta para os chilenos.

Na versão, os argentinos lembram da traição do Chile na guerra das Malvinas e cantam com muita vontade. Embora muitos possam achar ofensiva e não bonita, na minha opinião a história por trás da música e a maneira cantada pelos argentinos são muito bonitas. Segue a letra:

“Chile decime que se siente / Saber que se te viene el mar / Te juro que aunque te tape el agua / Nunca te vamos a ayudar / Porque vos sos um traidor / Vigilante y boton / Em la guerra nos vendiste por cagón / Por aca no vengas más / Ojalá te tape el mar/ Que te ayuden los ingleses a nadar”

Tradução: “Chile me diga o que sente / Saber que está vindo o mar / Te juro, mesmo que a água te cubra / Nunca vamos te ajudar / Porque vocês são traidores / traidores desleais / Na guerra nos vendeu por medo / Por aqui não venha mais / Tomara que te cubra o mar / Que te ajudem os ingleses a nadar”

Sport Club Internacional – Brasil

O Internacional de Porto Alegre é um dos clubes mais tradicionais do Brasil, até ano passado um dos que nunca caiu. Infelizmente em 2016 o time acabou, graças a incompetência de alguns, sendo rebaixado, e jogará 2017 na segunda divisão nacional.

A sua torcida é famosa por cantar durante todo o jogo, e sempre com cantos próprios e muito bonitos, como por exemplo o famoso “Minha Camisa Vermelha”, música feita com a melodia da icônica “Pelados em Santos” do Mamonas Assassinas. Segue a letra:

“Inter estaremos contigo / Tu és minha paixão / Não importa o que digam / Sempre levarei comigo / Minha camisa vermelha / E a cachaça na mão / O Gigante me espera / Vai começar a festa / Shalaialaia shalaialaia / Você me deixa doidão / Shalaialaia shalaialaia / Inter do meu coração”