COMPARTILHAR
Foto: Divulgação Grêmio

A torcida Geral do Grêmio foi suspensa por mais 90 dias. A decisão aconteceu na última terça-feira após torcedores serem flagrados usando a roupa da organizada nas partidas contra o Pachuca-MEX, Real Madrid e Independiente.

Leia Mais: Negociação entre Barcelona e Grêmio por Arthur “esfriou”, informa jornal
Estrela da MLS, Sebastian Giovinco é sondado por time latino

Incomodados com a situação, a diretoria do Grêmio promete recorrer da decisão, mas existe a chance da organizada não entrar no Gre-Nal do próximo domingo, no Beira-Rio.

“O Grêmio não concorda com a condução e vai levantar uma série de situações processuais e também relativas ao mérito. É uma decisão injusta e antijurídica” afirmou Leonardo Lamachia, diretor jurídico do Tricolor, à rádio Grenal.

Entenda o caso

Na final da Libertadores contra o Lanús, a Geral ascendeu sinalizadores durante o jogo e o Ministério Público puniu a torcida por 90 dias sem poder usar seus materiais dentro do estádio.

Mesmo com a pena, alguns torcedores foram flagrados com itens da Geral nas partidas do Mundial de Clubes e Recopa Sul-Americana.

Como o titular do Juizado Especial Criminal, Marco Aurélio Xavier, entende que a punição valia fora do território brasileiro, ele resolveu aplicar uma nova punição, o que causou ira na diretoria gremista.