SHARE
Foto: EFE

No próximo dia 11 de novembro, a seleção do Peru encara a Nova Zelândia pela repescagem da Copa do Mundo e o torcedor peruano corre o risco de não assistir o confronto. De acordo com o diário El Comercio, as emissoras locais encontram dificuldades para negociar os direitos de transmissão.

Leia Mais: Plantel do Peru já tem integrantes reunidos em Videna
Mauricio Gómez é objeto de desejo de gigantes colombianos

Por conta da grande expectativa do jogo, a Federação de Futebol da Nova Zelândia espera arrecadar cerca de 2 milhões de Dólar Neozelandês (4 milhões de Sol Novo, moeda peruana), ou seja, valores altos para as emissoras peruanas.

Como se não bastasse a questão financeira, a seleção do Peru foi novamente cutucada por um dirigente rival, que lamentou não encarar a Argentina, de Lionel Messi na repescagem.

“Nós precisamos arrecadar uma boa quantia com os direitos de transmissão. Na minha visão, o melhor adversário para jogar esse Qualificatório era a Argentina, até por ser mais atrativo, mas não temos muito o que lamentar”, afirmou Andy Martin, diretor-executivo da Nova Zelândia.

Segundo a publicação, a TV Peru e Movistar Deportes estão negociando com a esperança de solucionar o caso o quanto antes. Até o momento, a única transmissão garantida é o jogo da volta, no dia 15 de novembro, em Lima.