COMPARTILHAR
veja-como-a-imprensa-da-venezuela-tratou-o-massacre-do-timao-Futebol-Latino-18-05
Foto: AFP

Pode parecer absolutamente impensado em um continente tão envolvido com o futebol como é a América do Sul alguma imprensa esportiva local não estar bastante atenta a uma partida decisiva de uma equipe de seu país na Copa Libertadores.

Leia mais: Independiente segura empate contra Millonarios e se aproxima da classificação
Libertad e Atlético Tucumán terminam empatados em Assunção

Porém, ao que parece, foi exatamente isso que ocorreu na Venezuela com o Deportivo Lara, atropelado por 7 a 2 na noite de ontem em Barquisimeto diante do Corinthians. Tanto é que, dos principais veículos, apenas alguns deles trataram do assunto.

Em vários portais não existia uma linha sequer tratando do resultado da partida, somente matérias preparatórias ao embate. E, quem comentou sobre a mesma, não poupou palavras para expressar a superioridade do Timão no Metropolitano de Lara.

Apesar do crescimento na frequência de acompanhamento do esporte no país nos últimos anos, modalidades mais ligadas a cultura norte-americana e caribenha como o beisebol e o basquete ainda possuem mais público e holofotes do que propriamente o futebol.

Segundo o Meridiano, “desde muito cedo os brasileiros demonstraram sua ampla superioridade e humilharam a equipe crioula com um resultado final de 2-7.”

Além de relatar todo o jogo com o tom de controle total do Timão nos 90, o portal ainda destaca que “em quinze minutos trepidantes anotaram três gols que deixaram sem alento a toda Barquisimeto, para culminar com um avultado 2-7″.

Já a rádio TRK Sports, através de sua rede social oficial, acompanhou a partida em tempo real e, após o apito derradeiro, decretou: “Final de jogo em Cabudare. O Rubro-Negro sofre a sua pior derrota na história.”