SHARE
Paraguai-Venezuela-Eliminatórias-Futebol-Latino-10-10
Foto: Arte Futebol Latino

*Por Juliano Rangel – Colaborador do Futebol Latino

Dentro do Defensores Del Chaco completamente lotado, a Venezuela segurou a pressão paraguaia e venceu o rival por 1 a 0. O gol da vitória saiu na reta final do segundo tempo com Yangel Herrera.

Leia Mais: Depois de “sobrevida”, Paraguai recebe Venezuela com chances claras
Jogo no Paraguai tem confusão e tiros nas arquibancadas

O jogo

Seguindo script que já era esperado o Paraguai começou o jogo no ataque, principalmente nas bolas alçadas na área com o meio-campo Óscar Romero. Já aos dois minutos uma notícia vinda de Quito, incendiou ainda mais a torcida no Defensores del Chaco: era o gol de 1 a 0 do Equador sobre a Argentina.

A Venezuela que chegava pouco buscava uma oportunidade nos contra-ataques. A pressão inicial da seleção da casa se transformou em muitas bolas jogadas de qualquer forma na área e em muitos passes errados. A tranquilidade presente nas arquibancadas também foi sendo tomada pela apreensão com a virada da Argentina sobre o Equador.

Aos 25 minutos, após uma jogada na linha de fundo de Cecílio Dominguez, a bola foi cruzada na área e num bate-rebate quase parou dentro gol, mas a defesa Venezuela conseguiu tirar. Após os 30 minutos, o jogo começou a ganhar um contorno mais faltoso e o árbitro Wilton Sampaio teve que conter os ânimos.

Já ao final da primeira etapa, o Paraguai voltou a atacar nas cobranças de escanteio e nas chegadas em profundidade pelo lado esquerdo da defesa Venezuela, mas sem muita efetividade e o primeiro tempo foi encerrado.

Muito similar ao que foi visto na primeira etapa, o Paraguai voltou disposto a abrir o placar no início do segundo tempo. Logo aos 50 segundos, após uma bola em profundidade, Cecílio Dominguez desviou uma bola por cima do gol de Faríñez.

Logo aos 11 minutos, o técnico Arce resolveu lançar dois jogadores de uma única vez para modificar o placar. Entraram no jogo o atacante Óscar Cardoso e o meio-campo Bareiro. Já a Venezuela respondeu em duas oportunidades com o meio-campo Murillo.

A primeira aos 15 minutos, quando o jogador de 21 anos avançou pelo meio e chutou uma bola no canto direito do goleiro Antony Silva que mandou para escanteio. Quatro minutos mais tarde veio à segunda oportunidade, após um contra-ataque puxado pelo meio-campista, que novamente de frente para gol, mandou nas mãos do arqueiro paraguaio.

O tempo passava e o nervosismo da seleção da casa era nítido e se transforma em passes errados e chutes fora do alvo. Enquanto isso, a Venezuela segurava o jogo e ainda conseguiu abrir o placar.

Aos 39 minutos, o meio-campo do Atlético Mineiro Otero, que havia acabado de entrar, avançou pela direita e cruzou dentro da área para Herrera que chegava de frente do gol para vencer o goleiro Antony Silva.

Com o gol, o Paraguai se lançou ainda mais para o ataque, com direito a uma bola na trave e muita confusão que resultou nas expulsões de Ángel e Gustavo Gómez antes do apito final.

FICHA TÉCNICA

PARAGUAI 0 x 1 VENEZUELA

Local: Estádio Defensores del Chaco, em Assunção (Paraguai)

Data-Hora: 10/10/2017 – 20h30

Árbitro: Wilton Sampaio (Brasil)

Auxiliares: Kleber Lucio Gil (Brasil) e Bruno Boschilia (Brasil)

Público/renda: –

Cartões amarelos: Josef Martínez (Venezuela), Júnior Alonso, Rodrigo Rojas e Óscar Cardoso (Paraguai)

Cartões vermelhos: Ángel (Venezuela) e Gustavo Gómez (Paraguai)

Gols: Herrera (39′ minutos / 2ºT)

PARAGUAI: Antony Silva; Jorge Moreira, Gustavo Gómez, Paulo Da Silva (Samudio), Júnior Alonso; Rodrigo Rojas, Robert Pires, Cecílio Dominguez (A. Bareiro), Óscar Romero; Ángel Romero e Sanabria (O. Cardoso). Técnico: Francisco Arce

VENEZUELA: Faríñez; Hernández, Chancellor, Ángel, Quijada; Córdova (Soteldo), Herrera, Rincón, Murillo (Moreno); Josef Martínez (Otero), Rondón. Técnico: Rafael Dudamel