COMPARTILHAR
Foto: AFP

O domingo reserva grandes emoções para Alexis Sánchez. Pela primeira vez desde que chegou ao Manchester United, o craque chileno irá enfrentar o Arsenal, seu ex-clube, que defendeu por três anos e meio e ganhou o respeito da torcida londrina.

Leia Mais: Goleiro do Emelec sobre duelo contra o Flamengo: “É um sonho ganhar no Brasil”
Técnico do América do México sai ileso de acidente automobilístico

Quem também está ansioso para o encontro é o técnico Arsene Wenger, que lamentou muito a saída do sul-americano na época.

“Será estranho ver o Alexis com a camisa de um rival, pois ele tem um vínculo muito grande com o Arsenal. Nos anos em que esteve por aqui honrou o clube e jogou muito bem”.

Além de elogiar o atacante, Wenger lembrou a saída de Sánchez, que não aceitou renovar seu vínculo com o time de Londres e preferiu respirar novos ares.

“No momento em que ele disse não a nossa proposta, o jeito foi procurar uma troca no mercado de transferências. Como surgiu a oportunidade do Manchester United, conseguimos o Mkhitaryan. Acredito que foi um bom acordo para jogadores e clubes”, concluiu.