COMPARTILHAR
zagueiro-da-dinamarca-afirma-que-guerrero-passa-por-injustica-Futebol-Latino-23-05
Foto: Andrew Couldridge/Reuters

O caso referente a condenação via TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) do atacante Paolo Guerrero, da seleção do Peru, repercute bastante não só no continente latino, mas também pensando nos adversários da Blanquirroja na Copa do Mundo.

Leia mais: Técnico da U. de Chile expõe sentimento após eliminação: “Estamos arrasados”
Após revés, Lautaro Martínez admite superioridade do Cruzeiro

Em entrevista que o capitão da Dinamarca, Simon Kjaer, deu ao veículo esportivo de seu país, o bold.dk, o mesmo garantiu que entende como um caso de injustiça a pena que foi aplicada ao atacante de 34 anos de idade que ainda tem vínculo com o Flamengo.

Kjaer ainda ressaltou que fica contente em saber que a associação internacional dos jogadores de futebol profissionais (FIFPro) está se movimentando para auxiliar em uma possível mudança de figura da situação de Guerrero.

“É difícil que alguém que está tão perto da Copa do Mundo seja golpeado de forma tão injusta como está passando o meu colega do Peru. Me compadeço e mostro solidariedade com Paolo Guerrero que será nosso adversário no Mundial. Me alegra que a FIFPro busque ajudá-lo”, assinalou o atleta europeu.

Além de Dinamarca e Peru, o Grupo C da Copa conta também com França e Austrália. Ambas as equipes irão protagonizar suas estreias na competição no próximo dia 16 de junho em Saransk.