SHARE
zagueiro-exaltado-coletiva-tecnico-do-panama-comunicado-Futebol-Latino-08-10
Foto: Arte Futebol Latino

Os problemas parecem estar se acumulando no clima da seleção do Panamá, tendo como principal elemento de início a dolorida derrota por 4 a 0 sofrida na última sexta-feira (6) diante dos Estados Unidos pelas Eliminatórias.

Leia mais: Grêmio chegou a receber proposta por outro atleta da base
No sufoco, América-MG vence Santa Cruz no Arruda

Depois do zagueiro Felipe Baloy se estressar bastante com uma pergunta realizada na coletiva logo após o revés diante dos norte-americanos, ontem foi a vez do treinador Hernán Gómez se pronunciar de maneira favorável ao defensor:

“Tomamos a decisão que nós, jogadores e o corpo técnico da seleção, não vamos atender a imprensa inclusive pela má-intenção que a entrevista foi editada, tratando de prejudicar o capitão da seleção.”

Entenda a situação

A indisposição do experiente defensor que passou pelo futebol brasileiro atuando no Grêmio e no Atlético-PR entre 2003 e 2005 foi com o jornalista Alexander da Silva, profissional do veículo panamenho La Prensa.

Segundo informações dos presentes, Baloy não gostou de uma pergunta feita por Alexander sobre qual a dor sentida pelo atleta em poder deixar como última imagem ao torcedor uma atuação ruim.

Logo na sequência, a partir daí até captado por vídeo, o zagueiro começa um verdadeiro bate-boca com o jornalista, argumentando seguidas vezes que Alexander estava tentando o culpar com exclusividade sendo que “14 atletas haviam participado do jogo”.

Depois do ocorrido, o profissional envolvido na confusão fez uma postagem em sua rede social alegando que esse problema ocorre também pela ausência de senso crítico dos profissionais da imprensa do Panamá:

“Enquanto não houver a cultura crítica em nossa imprensa, o que aconteceu com Baloy seguirá ocorrendo com outros jogadores que não aceitam ser criticados.”