Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Alexis Sánchez é chamado por jornal de “dor de cabeça” para o Manchester United

Foto: AFP

A frustração que Alexis Sánchez deixou nos fãs e analistas mais próximos do Manchester United pode ser considerada inversamente proporcional a alta expectativa com a qual ele chegou logo vindo do Arsenal em janeiro de 2018. Na transação, o armênio Henrikh Mkhitaryan fez o caminho contrário.

Leia mais: Fifa não prorroga prazo e Sport precisa quitar dívida de André até abril
Jefferson Farfán não se vê como ídolo de clube sul-americano

Por isso, o retorno de empréstimo da Inter de Milão previsto para acontecer em junho desse ano já é tratado como uma verdadeira “dor de cabeça” para os Red Devils (em especial para o técnico norueguês Ole Gunnar Solskjaer) pelo menos na visão do diário Manchester Evening News:

“Em meio a necessidade do norueguês em descobrir como irá gerenciar o atacante, Solskjaer se provou um implacável comandante em um ano como técnico efetivo em Old Trafford onde pode precisar resolver a dor de cabeça Sánchez que deixarão com ele nesse verão.”

Além do momento onde Alexis parece com sérias dificuldades de reencontrar seu melhor futebol, algo que novamente se refletiu na sua passagem apagada até aqui pelo clube de Milão, o perfil estabelecido de atletas mais jovens e rápidos pelo atual treinador do United afastaria o chileno de conseguir a reabilitação na volta a Manchester.



“Sánchez teve dificuldades para encontrar sua melhor forma em 18 meses em Old Trafford e, com Solskjaer, o United não tem um lugar óbvio para ele já que a equipe foi modificada para um estilo baseado em velocidade e dinamismo no ataque, dois atributos que Sánchez parece ter perdido de forma dramática”, agregou o periódico.

Outro elemento que preocupa na análise do jornal local é a questão financeira não apenas pensando no prejuízo do alto valor investido em Sánchez, mas sim no aspecto salarial:

“O United também precisa se livrar de seus gastos astronômicos. A decisão de contratar o jogador do Arsenal se mostra constantemente custosa com negociações contratuais de atletas do passado e do futuro que, de maneira compreensível, veem o que o chileno está ganhando e querem algo próximo disso.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019