Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Após clássico, zagueiro afirma que adversários “gostam de se jogar”

O zagueiro Franklin Guerra não se furtou de avaliar que a LDU esteve distante do desempenho almejado contra o Emelec no campeonato equatoriano
apos-classico-zagueiro-afirma-que-adversarios-gostam-de-se-jogar-Futebol-Latino-16-09

Depois do confronto onde a LDU ficou no 1 a 1 contra o Emelec no último domingo (15) jogando fora de casa pela LigaPro, o zagueiro Franklin Guerra reclamou do comportamento apresentado pelos jogadores do Bombillo.

Leia mais: Com futuro incerto, Haedo Valdez pressiona diretoria do Cerro Porteño
Na Argentina, árbitro valida gol quase que inacreditável

Isso porque, para ele, os atletas da equipe guaiaquilenha simulam demais nas jogadas de contato e acabam criando o que ele chamou de “show”. Além disso, também pontuou questões relacionadas a marcação do tento que abriu a conta no estádio George Capwell feito por Daniel Angulo:

“Não gosto de falar da arbitragem, no campo pensei que o jogador deles estava impedido, depois revisei na televisão e era impedimento. O conjunto do Emelec faz um show, eles jogam se atirando. É assim que lidam com as coisas.”

Apesar de sua reclamação, Guerra reconhece que o conjunto dirigido pelo treinador uruguaio Pablo Repetto não jogou bem fazendo uma análise de como o confronto se desenrolou na casa emelecista:

“Fizemos uma partida ruim, não estamos contentes, a ideia não era empatar, mas sim ganhar. Temos que melhorar e conversar entre nós e o corpo técnico. Eles (Emelec) nos esperaram no primeiro tempo, no segundo nos pressionaram e não nos deixaram sair, Gabbarini acabou sendo a figura.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019