Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Após provocar em campo, goleiro da Argentina manda mensagem para Mina na rede social; confira

A semifinal da Copa América entre Argentina e Colômbia foi decidida de forma emocionante nas cobranças de penalidades máximas e com classificação da Albiceleste graças as defesas do goleiro Emiliano Martínez, do Aston Villa.

Soccer 300x250

Leia Mais: Atenção, Palmeiras! Católica tem má ”preparação” para confronto da Libertadores

Favorito? Koeman fala sobre Messi na disputa da Bola de Ouro



Mas não foram só as defesas do goleiro que estão até hoje sendo motivo de comentários, na verdade, o que mais causou polêmica na decisão por pênaltis foi a catimba do goleiro argentino que acabou desconcentrando os adversários e o beneficiando na hora de efetuar as defesas.

Banner-Cyber-Bet-300-250-interna-Futebol-Latino-13-07

Martínez falou sobre o assunto em recente entrevista ao “Diário Olé”, da Argentina, e admitiu que fez tomou aquela postura por perceber que os colombianos estavam demonstrando nervosismo: “No campo se deixa tudo para ganhar, o impossível se faz para vencer. Fiz todo o possível pelo meu país e pelos meus companheiros, para atingir esse objetivo. Eu vi nervosismo (neles) naquele momento”, afirmou o goleiro.

 

Mas o herói argentino nas semifinais admitiu que sentiu certo incômodo com memes e críticas ao zagueiro Yerry Mina e por isso mandou uma mensagem ao colombiano pedindo desculpas: “Eu, depois de defender o pênalti, por causa dos memes, e de tudo o que provavelmente aconteceu na Colômbia, escrevi para ele (Mina) pedindo desculpas, não queria me gabar, era uma questão de jogo. Ele (Mina) respondeu muito profissionalmente”.

 

O goleiro também foi questionando sobre as críticas que recebeu sobre sua postura durante as cobranças: “Entrou no meu ouvido e saiu pelo outro. Isso é futebol, eu sou argentino e quero ganhar. O que fiz foi porque vi uma possibilidade, quando um boxeador bate no adversário, ele o vê meio nocauteado e quer acabar… Eu vi isso. Vi ansiedade, nervosismo e usei. Para aqueles com quem não falei, foi porque não vi aquele nervosismo e me concentrei mais na bola”, finalizou Martínez.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2019 | Por Diegão ©