Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Atacante relembra o dia que por muito pouco não agrediu Jorge Sampaoli

Jorge Ramirez, trabalhou com o treinador no Coronel Bolognesi, do Peru e contou sobre a discussão que teve após um jogo onde marcou três gols

Conhecido pela forte personalidade e um jeito peculiar de lidar com os atletas, Jorge Sampaoli coleciona polêmicas ao longo da sua carreira e Jorge Ramirez, que trabalhou com o treinador no futebol peruano, relembrou um fato tenso entre eles.



Leia Mais: Bicampeão da Libertadores está internado na Espanha com Covid-19
Torcedora símbolo do Deportivo Táchira morre aos 99 anos

Na temporada 2004, o atual comandante do Atlético-MG dirigia o Coronel Bolognesi, do Peru. Após uma vitória por 4 a 0, onde o atacante marcou três gols, Sampaoli encontrou motivos para critica-lo.

“Ele era o meu técnico no Coronel Bolognesi e vencemos por 4 a 0, com três gols meus. No dia seguinte, ele reuniu o grupo e colocou um vídeo da partida mostrando os meus erros, principalmente nos passes”, afirmou ao canal TyC Sports.

“Fiquei inconformado e perguntei sobre os gols marcados. Ele voltou a dizer que joguei mal e não me contive. A sua sorte é que o Beccacece, então auxiliar, conseguiu me segurar, pois iria agredi-lo”, completou.

Jorge Ramírez ficou no Bolognesi até o fim do torneio e depois acertou com o Sporting Cristal. Sampaoli permaneceu no clube peruano até a temporada 2006.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019