Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Atacante uruguaio muda de clube, mas seguirá na Espanha

Celta de Vigo faz valer acordo com o Valencia e negocia Maxi Gómez em troca de uma quantia em dinheiro e mais duas negociações de jogadores

*Por Vinicius Fernandes

A novela envolvendo o atacante uruguaio Maximiliano Gómez chegou ao fim. E o jogador, que esteve com a sua seleção na Copa América do Brasil, seguirá no futebol espanhol.

Leia mais: Emelec toma chapéu e vê atacante acertar com o futebol europeu
Higuaín pode “travar” circuito de negociação por goleadores na Europa

Mesmo com o West Ham, da Inglaterra, manifestando o desejo de pagar a sua cláusula rescisória, no valor de 50 milhões de euros (mais de 211 milhões de reais), o Celta de Vigo respeitou o acordo a que havia chegado com o Valencia e confirmou a transferência de Maxi para o clube espanhol.

Membros da Stellar Group, a agência que representa o jogador e que em princípio queria que ele seguisse sua carreira na Inglaterra, atenderam ao pedido do futebolista.

O Celta recebeu 14,5 milhões de euros (mais de 61 milhões de reais), os direitos federativos e econômicos do atacante Santi Mina e o empréstimo por dois anos do defensor Jorge Sáenz em troca do uruguaio.

Gómez já embarcou nesta quarta-feira (10) para Valencia, onde realizará exames médicos para assinar por cinco temporadas, e o Defensor Sporting, do Uruguai, embolsará por sua transferência uma cifra perto dos 4,5 milhões de euros (mais de 19 milhões de reais) por ser o clube formador e ainda deter alguma porcentagem dos seus direitos.