Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Athletico tenta, mas Estudiantes segura empate na Arena da Baixada

athletico-pr-estudiantes-futebol-latino-lance-04-08
Foto: Divulgação/Conmebol

Em duelo onde o sistema defensivo prevaleceu, Athletico-PR e Estudantes abriram seu confronto pelas quartas de final da Libertadores com um empate sem gols em jogo disputado na Arena da Baixada nesta quinta-feira (4). Agora, qualquer nova igualdade no embate decisivo, a ser disputado na Argentina, levará a eliminatória as penalidades enquanto o vencedor fica com a classificação.

BANNER ODDS SHARK INTERNO 03-06-2022

Leia mais: Ex-Fla, Mauricio Isla faz revelação sobre sequência da carreira; confira
Ariatine Menice rebate afirmações sobre desavença com a mãe

Primeiro tempo

Com uma linha de cinco defensores e os dois volantes mais recuados, a equipe argentina não tinha qualquer receio em demonstrar que a proposta era dificultar a forma de jogo com alta mobilidade desejada pelo Furacão, apostando, especialmente, na solidez defensiva.

Entretanto, além de conseguir uma boa cobertura da meta defendida por Mariano Andújar, o time argentino foi se sentindo gradualmente confortável para também apostar no campo ofensivo e ser insinuante, especialmente, na bola aérea onde Rogel fez Bento trabalhar bem após batida de escanteio.

E, em meio a partida que caminhava com contexto favorável aos visitantes na etapa inicial, uma bola levantada na área onde Khellven tentou escorar pra trás de cabeça e o zagueiro Godoy tocou com a mão na bola, penalidade marcada pelo árbitro Jesús Valenzuela. Entretanto, na atuação do Árbitro de Vídeo e a convocação do juíz para revisão, a infração foi desmarcada para revolta da grande presença de público na Arena da Baixada.

Segundo tempo

Com a dificuldade ainda latente de envolver a linha defensiva do Estudiantes que seguia se sustentando bem no posicionamento com a linha de cinco, aos poucos o Furacão tentatva recorrer aos chutes de média distância. Porém, a falta de pontaria prejudicava os comandados de Luiz Felipe Scolari, algo que, com a ameaça constante do clube de La Plata usar o recurso do contra-ataque, ia deixando o confronto na capital paranaense absolutamente em aberto.

Depois de alterações onde nomes de maior velocidade como Vitor Roque e Vitinho foram colocados nas vagas de Canobbio e Pablo, as investidas começaram a ser capazes de ampliar mais o campo de atuação do Athletico. Momento esse onde os cruzamento se transformaram em arma perigosa com Pedro Henrique e Léo Cittadini fazendo a bola passar muito perto do gol de Andújar.

Persistindo até o apito final no recurso da bola aérea, o tão procurado gol chegou a sair em batida de escanteio onde a zaga argentina afastou e, com Khellven recolocando a pelota na área, Thiago Heleno testou de maneira violenta para superar o arqueiro do Pincharrata. Todavia, na revisão do lance, o VAR novamente foi acionado e detectou impedimento do lateral-direito do Furacão na assistência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2021

error: Futebol Latino 2019