Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Bizarro! Entenda como funciona o rebaixamento na Colômbia

Diferente de todas as outras partes do mundo onde há uma média para definição do descenso, Dimayor dá aos recém-promovidos pontuação de outro clube

*Por Vinicius Fernandes

Na Europa e em várias outras partes do mundo, os mecanismos de rebaixamento são bastante simples. No Brasil, por exemplo, caem os quatro clubes com menos pontos ao final das 38 rodadas do Campeonato Brasileiro. Nas ligas da Espanha, Inglaterra e Italia descem as três equipes que terminam a temporada com o menor número de pontos. Outras, como a alemã, rebaixam os dois piores e o antepenúltimo faz uma repescagem contra o terceiro da segundona.

Leia mais: Cobiçado pelo Palmeiras, Daniel Muñoz é indicado para clube sul-americano
Veja como estão os campeonatos nacionais pela América do Sul 

Portanto, todas elas têm algo em comum: a tabela de classificação da liga atual determina o rebaixamento. Justamente o que não acontece na Argentina, no Chile, no Paraguai, no Uruguai, por exemplo, onde há uma média de pontos das últimas temporadas (divisão dos pontos ganhos pelo número de jogos disputados). O intuito é preservar um mal ano de um dos grandes do país. Por isso, para qualquer pessoa de senso comum é um disparate pensar que um time possa estar lutando por título e ao mesmo tempo contra o fantasma do rebaixamento.

Entretanto nada supera o que acontece na Colômbia. Neste país, que desde 2015 ampliou o número de participantes de 18 para 20, inexplicavelmente os recém-promovidos não ficam com menos jogos que os demais. A Dimayor (associação responsável pela liga nacional) imputa a eles os pontos do pior time que conseguir se manter na elite no ano anterior. Assim, o que acontece é que uma equipe que subiu tem contabilizado os pontos e as partidas jogadas por outra agremiação e com isso a pontuação “herdada” costuma fazer com que estes “novatos” estejam constantemente lutando por se manter na principal categoria do futebol colombiano.

Após a oitava rodada de 2020, o campeonato foi interrompido em função da pandemia do novo coronavírus. No momento, o drama do descenso complica a vida dos recém-promovidos Deportivo Pereira e Boyacá Chicó, além do Jaguares, último a escapar. Estes três começaram 12 pontos atrás do Deportivo Pasto, então quarto de trás para frente na tabela geral de classificação e que faz ótima campanha (segundo colocado). Uma má campanha pode complicar Envigado, Alianza Petrolera, Patriotas, e também Rionegro, Cúcuta e La Equidad, porém estes precisam fazer uma temporada catastrófica. O resto não tem com o que se preocupar.

Assim está a tabela do descenso da Liga Betplay 2020 atualizada (com pontuação geral entre parênteses):

20º- Boyacá Chicó (82)
19º- Jaguares de Córdoba (84)
18º- Deportivo Pereira (88)
17º- Envigado (102)
16º- Deportivo Pasto (102)
15º- Patriotas Boyacá (103)
14º- Cúcuta Deportivo (104)
13º- Rionegro Águilas (107)
12º- Alianza Petrolera (110)
11º- La Equidad (112)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019