Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Boca Juniors tem três dúvidas na equipe que enfrentará o Santos

Foto: Divulgação

A delegação do Boca Juniors chegou na noite da última segunda-feira (10) a cidade de São Paulo onde se hospedou para o compromisso dessa terça-feira, às 19h15 (de Brasília), contra o Santos na Vila Belmiro pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

Soccer 300x250

Leia mais: Técnico do León deixa cargo que deve ser assumido por Ariel Holán
Tigres oficializa a saída do técnico brasileiro Tuca Ferretti

Pensando na escalação que o técnico Miguel Ángel Russo pretende colocar em campo diante da equipe onde irá estrear Fernando Diniz, três postos parecem gerar os maiores questionamentos no esquema que deve seguir a linha do 4-3-3.

Nas duas laterais, Buffarini e Frank Fabra aparecem como as peças mais prováveis de entrarem campo pensando no fato de que Buffa foi usado em atividades feitas na Argentina (Nicolas Capaldo corre por fora) além de Fabra ter voltado a lista de opções na Libertadores depois de ter cumprido suspensão por três jogos.

Na eliminação Xeneize para o próprio Santos na semifinal do ano passado em meio a dura derrota por 3 a 0 na Vila, o lateral colombiano foi expulso e punido pela Conmebol com a pena de três compromissos de suspensão que se encerraram na derrota por 1 a 0 no Equador contra o Barcelona de Guayaquil. Na mesma posição, Emmanuel Mas também é alternativa válida.

Já no plano ofensivo, a alternativa que tem recebido mais crédito de que será a utilizada é optar por Cristian Pavón fazendo companhia no ataque a Sebastian Villa e Carlitos Tevez. Franco Soldano, anterior ocupante da posição, jogou no fim de semana pela última rodada da Copa da Liga Profissional e até pode começar jogando, mas circula como opção menos provável.

Assim, a escalação provável do Boca Juniors vem com Rossi; Capaldo/Buffarini, Lisandro López, Izquierdoz e Más/Fabra; Medina, Varela e Almendra; Villa, Tevez e Pavón.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *