Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Brasileiros terão missão de parar Iniesta, Villa e Podolski no Japão

brasileiros-terao-missao-de-parar-iniesta-villa-e-podolski-no-japao-Futebol-Latino-28-06
Foto: Divulgação/Nagoya Grampus

Não será apenas o meio-campista Judson que terá um fim de semana complicado no aspecto de frear o talento de um grande nome do futebol mundial. Isso porque os japoneses do Nagoya Grampus, no próximo domingo (30) às 6 h (horário de Brasília) pela J-League, farão um complicado embate fora de seus domínios com o Vissel Kobe que tem, em seu elenco, Andrés Iniesta, David Villa e Lukas Podolski.

Leia mais: Dois clubes sul-americanos disputam a contratação de Ezequiel Lavezzi
Negócio fechado! LDU anuncia Antonio Valencia como reforço da equipe

Mesmo assim, o nível de confiança apresentado pelo mais vencedor em um período recente do futebol no Japão, Eduardo Neto, parece bastante alto para o embate:

“O Vissel Kobe tem uma grande equipe, sem dúvida, e esse trio, realmente, tem muita qualidade e história em nosso futebol. É sempre uma missão difícil pará-los. Villa é um atacante inteligente, assim como Podolski. Iniesta nem se fala. Ele é um gênio, um dos melhores da história. É preciso ter intensidade e inteligência para não oferecermos espaços a eles.”

Outro ponto que pode trazer maior alento ao plantel que também conta com João Schmidt (ex-São Paulo), Gabriel Xavier (ex-Cruzeiro), Jô (ex-Corinthians) e Mateus (ex-Bahia) é a atual diferença na tabela de classificação.

Isso porque, apesar dessa verdadeira “constelação” de atletas renomados em nível mundial, todos campeões de Copa do Mundo, o Vissel é somente o 13° com 18 pontos ganhos enquanto o Nagoya é o sétimo colocado com 25.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *