Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Uma vitória para marcar território. Na La Bombonera, o River Plate não se intimidou com a pressão das arquibancadas e venceu o maior rival por 2 a 0. Os gols dos Millonarios saíram através de Pity Martínez e Scocco.

Agora, o River Plate, de Marcelo Gallardo é o quarto colocado com 10 pontos, mesma pontuação do Boca, que é o quinto.

O jogo

Desde os primeiros minutos, as duas equipes mostravam muita disposição. Com a empolgação da torcida, o Boca Juniors se arriscava um pouco mais e Benedetto quase abriu o marcador em belo chute defendido por Armani.

Apesar da pressão Xeneize, o primeiro gol foi do River. Após cruzamento da esquerda, Pity Martínez pegou de primeira e estufou as redes de Rossi.

O gol derrubou o Boca Juniors, que pouco fazia dentro de campo e começou a errar passes. Incomodado, Schellotto promoveu a entrada de Cardona, que no primeiro lance escapou de ser expulso após deixar o cotovelo no rosto do adversário.

Na etapa final o Boca impôs uma pressão inicial. Na tentativa do abafa, o ataque Xeneize pediu dois pênaltis no mesmo lance, mas a arbitragem não deu nada.

A cada minuto que passava, o Boca Juniors aumentava seu volume no campo ofensivo e o empate parecia questão de tempo. Mas em lance isolado no ataque, Scocco aproveitou a chance na grande área e venceu Rossi com um golaço.

Com a vantagem construída, o River Plate soube administrar o tempo para conquistar uma importante vitória na competição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *