Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Claudio Pizarro cita ausência em Copa como momento mais díficil da vida

Capitão da equipe durante muitos anos, o atacante peruano não foi convocado por Ricardo Gareca para disputar o Mundial da Rússia
idolo-do-futebol-peruano-garante-pensa-na-copa-do-mundo-2018-Futebol-Latino-30-09

*Por Mônica Alvernaz

Nem mesmo anos com a faixa de capitão nos braços garantiram a Claudio Pizarro a presença na Copa da Rússia em 2018. Após muito tempo longe do Mundial, a seleção peruana voltou de cara nova sob o comando de Ricardo Gareca.

Leia mais: Ex-Vasco analisa a temporada no futebol japonês
Retrô FL: Atlanta United conquista título inédito da MLS

Na ocasião, além da decisão do novo comandante em levar novos nomes para a equipe do Peru, Pizarro não apresentava um bom rendimento.

Em recente entrevista, ele deixou claro que não foi simples lidar com tal situação. “Foi o momento mais difícil da minha carreira, da minha vida. Foi muito difícil para mim. Não recebi uma ligação”.

Pizarro ainda comentou que o fato de ter tido uma posição de liderança por tanto tempo, tornou ainda mais difícil o fato de ficar de fora. “Também me doeu um pouco, porque eu era o capitão. Foram mais de 20 anos de carreira pelo Peru. Dei tudo pelo meu país e de repente não estava mais”.

Por fim, Pizarro citou que, apesar de entender a posição de Ricardo Gareca ao convocar os jogadores, é uma mágoa que ele carregará pra vida. “Claro que o treinador tomar a decisão que considera a melhor no momento. Mas isto me doerá ainda por muito tempo”.

Após uns meses sem clube, Pizarro foi contratado pelo Werder Bremen em 2018, onde vem apresentando bom desempenho e já marcou gol em três oportunidades.

Vale lembrar que a seleção peruana retornou à disputa da Copa do Mundo após quase 40 anos distante. Apesar de uma classificação muito comemorada para o Mundial, os comandados de Gareca deixaram a competição ainda na primeira fase.