Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Clubes sul-americanos entram em conflito por conta de Jonatan Álvez

Barcelona de Guayaquil reclama de não receber dinheiro pela venda do atacante e promete ir até a FIFA contra o Junior Barranquilla

A curta e fraca passagem de Jonatan Álvez no Junior Barranquilla continua dando o que falar na Colômbia. Como se dentro de campo o baixo desempenho não fosse o suficiente, agora o Tiburón precisa lidar com cobranças financeiras em relação ao jogador.

Leia Mais: Por onde anda Adryan, ex-promessa do Flamengo
Maradona pode entrar na história do Gimnasia neste sábado

Quando adquiriu os direitos federativos na temporada 2018, o Barranquilla se comprometeu a pagar 650 mil dólares ao time equatoriano, mas esse valor nunca foi quitado, o que deixou a diretoria do Barcelona irritada.

Sem receber o dinheiro, o clube de Guayaquil promete ir até a FIFA para receber a grana do acordo, mas a missão não parece ser tão fácil. Assim como outros clubes do continente, o Barranquilla não goza de uma situação financeira positiva e tenta achar outros meios de prolongar o pagamento.

Pressão nos bastidores

De acordo com a mídia local, um dos fatores para o Barcelona pressionar o Barranquila se deve ao fato do time equatoriano dever uma quantia ao Club Atlético Torque, do Uruguai, time que vendeu Jonatan Álvez ao gigante equatoriano e também nunca viu a cor do dinheiro pelo negócio.

No total, Jonatan Álvez ficou o primeiro semestre de 2018 no Junior Barranquilla, disputou 22 jogos e anotou apenas dois gols.

error: Futebol Latino 2019