Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Com gol de Salvio no fim, Boca Juniors derrota o Independiente Medellín e se aproxima da classificação

Independiente-Medellin-x-Boca-Juniors_24_09_2020
(Foto: AFP/CONMEBOL)

*Por Danilo Di Grado

Em mais um compromisso pela CONMEBOL Libertadores, Independiente Medellín e Boca Juniors mediram forças no estádio Atanasio Giradort, na noite desta quinta-feira (24), pela 4ª rodada do Grupo H.

Com gol de Salvio aos 44 da segunda etapa, os argentinos chegaram aos 10 pontos somados, ficando muito próximos de confirmarem sua classificação já na próxima rodada quando enfrentarão o Libertad. Já os colombianos, lanternas do grupo sem nenhum ponto, não tem mais chances de classificação, porém ainda sonham com uma vaga na Copa Sul-Americana.

Leia Mais: Com show de ex-Santos, Jorge Wilstermann derruba o Peñarol
Alianza Lima alcança a maior marca negativa da história da Libertadores


O jogo

Mesmo jogando sob seus domínios, a equipe do Independiente Medellín pouco conseguiu criar nos primeiros minutos de jogo. Em uma única chance, Israel Enoc até chegou a finalizar, porém acabou não tem êxito.

Já pelo lado do Boca, as chances apareciam com mais frequência, porém todas sem sucesso também. Em três tentativas, sendo duas com Tévez e a outra com Izquierdoz, assustaram o goleiro Andrés Mosquera que chegou a ter trabalho no chute do camisa 10, isso tudo até meados dos 15 minutos.

Seguindo na pressão, o time argentino por muito pouco não chegou a abrir a contagem no Atanasio Girardot. Aos 17, após boa troca de passes com Tévez, Salvio chegou a carimbar a trave do DIM após desvio do arqueiro, para seu desespero e de seus companheiros.

Na reta final de primeira etapa, a equipe Xeneize ainda promoveu uma troca tirando Maroni para dar lugar a Agustín Obando. No entanto, poucos foram os lances de perigo, mesmo com o bombardeio de Tévez e companhia, levando o empate parcial sem gols para o vestiário.

Já no segundo tempo, o panorama do confronto seguir basicamente igual ao do primeiro. Com o Boca ainda na pressão, o goleiro Mosquera não tinha um segundo de sossego, já levando um susto no arremate de Fernández que passou muito próximo ao seu gol.

Sofrendo com a investidas do rival, Bobadilla até chegou a recuar para seus suplentes visando melhorar o desempenho de sua equipe em campo. Em uma das raras chegadas, a segunda chance criada pelo DIM partiu de Javier Calvo, porém não deu trabalho ao arqueiro argentino Andrada.

Na reta final do duelo, apostando suas últimas fichas, tanto o Boca, quanto o Medellín, passaram a arriscar mais. Com isso, quando tudo parecia estar caminhando para um empate sem gols, aos 44 minutos, Salvio tratou de colocar o Boca na frente, dando números finais ao confronto na Colômbia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *