Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Com vitória sobre o Delfín, Santos se aproxima de vaga nas oitavas da Libertadores

Delfin-x-Santos_24_09_2020
(Foto: Divulgação/Twitter Santos FC)

*Por Danilo Di Grado

Visando mais uma vitória no Grupo G, da CONMEBOL Libertadores, o Santos visitou a equipe do Delfín na noite desta quinta-feira (24), pela 4ª rodada, no estádio Jocay.

Mesmo saindo na frente com Marinho, além da vantagem numérica em campo, tudo isso ainda no primeiro tempo. Já na etapa final, o time da Vila Belmiro até chegou a sofrer o gol de empate na segunda etapa, porém Jean Mota tratou de dar números finais fechando o marcador em 2 a 1.

Com isso, a equipe brasileira chegou aos 10 pontos somados, e terá agora o Olímpia como próximo adversário, precisando apenas de um empate para garantir-se na próxima fase. Já os equatorianos, graças ao revés, seguem na lanterna com apenas um ponto, e jogarão sua permanência no torneio diante o Defensa y Justicia.

Leia Mais: Com gol de Salvio no fim, Boca Juniors derrota o Independiente Medellín e se aproxima da classificação
Com show de ex-Santos, Jorge Wilstermann derruba o Peñarol


O jogo

Na busca por mais três pontos, o Santos não queria dar chances ao adversário. Com isso, a equipe de Cuca logo de cara partiu pra pressão e, por muito pouco já não conseguiu abrir a contagem em duas chances com Kaio Jorge e Marinho.

Entretanto, melhor na partida, o Peixe finalmente conseguiu tirar o zero do marcador minutos mais tarde, aos 17, com o próprio Marinho. Após boa jogada de Soteldo, venezuelano fez o cruzamento no capricho e o camisa 11, no segundo poste, fez o cabeceio com precisão. 1 a 0.

Com a vantagem no marcador, a equipe da Vila Belmiro seguia mais intenso e buscando mais o gol do que o time do Delfín. E para facilitar ainda mais a vida dos brasileiros, antes do término da primeira etapa, o zagueiro Carlos Rodríguez levou o segundo amarelo, sendo expulso do jogo.

Já na segunda etapa, mesmo com a vantagem no placar, o Santos ainda seguia insistindo em pressionar o adversário. Com boas chances criadas por Kaio Jorge e Carlos Sanchéz, os brasileiro pareciam que chegariam ao segundo tento logo.

Mas o Peixe não contava com a força do time equatoriano, que, mesmo em desvantagem numérica, não desanimou e foi atrás da igualdade. Aos 29 minutos, Janner Corozo recebeu bom passe e, ao sair da marcação e cruzar para a área, seu companheiro de time, Rojas, bateu para o fundo das redes. 1 a 1.

O susto foi grande, porém não desanimador para os brasileiros. Sendo assim, já na reta final de jogo, aos 36 minutos, Jean Mota tratou de deixar o Santos novamente em vantagem após completar o cruzamento de Raniel. 2 a 1.

Com a vitória nas mãos, ainda sobrou tempo para o Peixe ainda segurar as última investidas dos donos da casa. Porém como nenhuma tentativa teve sucesso, foi a deixa para arbitragem colocar um ponto final no jogo garantindo o feito dos comandados de Cuca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *