Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Como a mídia latina repercute o sorteio das oitavas na Copa Libertadores

Além de equipes brasileiras envolvidas no evento em se tratando da Libertadores, haverão também clubes de Argentina, Equador, Paraguai e Uruguai
como-a-midia-latina-repercute-o-sorteio-das-oitavas-na-copa-libertadores-Futebol-Latino-13-05

Inevitavelmente os olhares da América do Sul na noite dessa segunda-feira (13) estarão voltados a sede da Conmebol em Luque, no Paraguai, para os sorteios das oitavas da Copa Libertadores e também da Copa Sul-Americana.

Leia mais: Técnico faz gesto obsceno ao adversário em jogo do futebol chileno
Nome de ex-Boca e São Paulo vira pauta para reforçar o Independiente

Pensando no modelo mais aberto que existe nesse modelo de sorteio, se limitando apenas os primeiros colocados a enfrentarem os segundos com os líderes de cada chave decidindo o embate em casa, a expectativa cresce não só em brasileiros e a cobertura da mídia local, mas evidentemente para argentinos, equatorianos, paraguaios e uruguaios.

Esperança de novo Superclássico

Na mídia argentina, além do veículo Olé criar uma espécie de “guia” explicando basicamente o funcionamento da escolha dos oponentes, o assunto que mais entrou em voga tem sido a chance dos eternos rivais Boca Juniors e River Plate, protagonistas da última decisão do torneio vencida pelo Millonario, se encontrarem já nas oitavas de final. Não à toa, em sua capa digital, foi estampada a manchete: “As chaves do sorteio e o possível Boca-River”.

Certeza de duelo continental

Para a mídia do Paraguai, o diário ABC, pertencente ao maior conglomerado de comunicação do país, o grande destaque além da tradicional explicação sobre o funcionamento do sorteio ficou por conta de saberem, desde já, que não haverá encontro caseiro nas oitavas de final. Isso porque os três representantes do país nessa instância da Libertadores (Cerro Porteño, Libertad e Olimpia) passaram de fase na primeira posição de seus respectivos grupos.

Clássicos tomaram conta dos noticiários

Tanto no Equador como no Uruguai, a grande mídia acabou não tendo uma produção prévia de material sobre o sorteio tão focada como nos outros dois países principalmente por jogos titânicos que ocorriam em seus “quintais”.

No caso equatoriano, Barcelona de Guayaquil e Emelec faziam o primeiro embate do ano no George Capwell onde Fidel Martínez marcou o único tento do jogo para os Toreros. Do lado charrua, a cobertura foi intensa no primeiro clássico disputado no Campeón del Siglo entre Peñarol e Nacional onde o placar final terminou em 1 a 1.