Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Como tem se dado a volta do público aos estádios na América do Sul

como-tem-se-dado-a-volta-do-publico-aos-estadios-na-america-do-sul-Futebol-Latino-20-08
Foto: Yuri Edmundo/Pool/AFP

Após mais de um ano com partidas de futebol sem torcida e estádios vazios, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) finalmente autorizou o retorno do público para os confrontos remanescentes da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana. A decisão veio após a final da Copa América entre Brasil e Argentina que contou com, aproximadamente, 1,6 mil torcedores no estádio.

Soccer 300x250

Leia mais: Brasileiro é incluso em seleto grupo para treinar no Bayern de Munique
Martín Palermo é o mais cotado para assumir gigante sul-americano

Mesmo com a liberação da Conmebol, o retorno ainda é incerto e depende do aval de prefeituras e governos locais. No Brasil, foi concedida uma volta gradual e limitada no mês de agosto, mas alguns times estão enfrentando dificuldades em negociar com as prefeituras. O Flamengo, por exemplo, não concordou com a decisão de disponibilizar apenas 10% da capacidade de público do estádio e, caso não entre em um acordo com a prefeitura do Rio de Janeiro, pode precisar realizar seus jogos em outro estado.

Até o fim do ano, a tendência é de que a maioria dos estados liberem público nos estádios. O governo do estado de São Paulo já confirmou o retorno parcial, a partir de 1 de novembro, seguindo todos os protocolos de segurança estipulados pela Conmebol. Os torcedores precisarão usar máscara e manter o distanciamento social – no caso de São Paulo, ainda é exigido que todos os adultos estejam com o esquema vacinal completo, ou seja, já tenham tomado as duas doses da vacina da Covid-19.

A Conmebol já não foi tão exigente quanto ao retorno no geral. A vacina, por exemplo, não é um dos requisitos para entrar no estádio; eles apenas pedem que pessoas que apresentarem qualquer sintoma da Covid-19 não compareçam às partidas, assim como aqueles que tiveram contato com alguém que testou positivo para a doença nos últimos 14 dias. Sendo assim, é importante que todos passem por uma consulta médica e garantam um teste negativo antes de ir aos jogos.

Banner-Cyber-Bet-300-250-interna-Futebol-Latino-13-07

Em alguns países do continente, a volta do público aos estádios foi desastrosa. Na Colômbia, torcedores do Independiente Santa Fe invadiram o campo durante o intervalo do jogo para brigar com a torcida visitante do Atlético Nacional. Em poucos minutos, foi iniciada uma aglomeração e um tumulto generalizado, causando dificuldades para a polícia apartar a briga.

No Brasil, a torcida do Atlético-MG se aglomerou do lado de fora do Mineirão para a partida de volta contra o River Plate pelas quartas da Libertadores. Durante o jogo, as cenas se repetiram, com a maior parte dos torcedores no mesmo setor, aglomerados e, parte deles, sem máscara.

Analisando esses exemplos, especialistas afirmam que ainda não é o momento de devolver o acesso das torcidas às arquibancadas, pois as consequências podem ser graves.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2019 | Por Diegão ©

error: Futebol Latino 2019