Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Conmebol adota regra inusitada para a segurança sanitária dos torneios

conmebol-determina-regra-inusitada-para-a-seguranca-sanitaria-Futebol-Latino-14-05
Foto: Divulgação/Conmebol

Para fazer com que o futebol possa retomar suas atividades no continente, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) aprovou na última quarta-feira (13) uma lista de medidas de prevenção ao novo coronavírus que valerá para a Copa Libertadores e também a Copa Sul-Americana.

Bettilt 300x250

Leia mais: Yoshimar Yotún é cobiçado na Europa e Major League Soccer
Novos eventos ocorrem em acusação contra atacante do Boca Juniors

E, no protocolo estabelecido pelo órgão que rege o futebol na América do Sul, uma medida acabou chamando a atenção como verdadeiro retrato dos novos tempos vividos em caráter sanitário: beijar a bola.

Além da atitude citada, outras medidas já vistas no que tem sido aplicado em outros países como a Costa Rica, por exemplo, serão adotadas da ordem de não haver cumprimento entre as equipes, troca de objetos como camisas, garrafas de isotônico, comemorações de gol e outras situações que possam promover aglomerações e/ou contato propício a transmissão do vírus.

A Conmebol ressalta que estabelecerá um registro médico de todos os envolvidos nas partidas entre integrantes dos clubes, arbitragem e demais pessoas existentes no ambiente das partidas. Todos os citados no registro passarão por testes obrigatórios de Covid-19 podendo eles acontecer antes dos jogos ou mesmo durante treinos das equipes, com prévio aviso.

Sendo que, em caso de qualquer um dos envolvidos se negar a fazê-lo, ele não poderá integrar nenhuma partida das competições continentais.

Em relação a questão financeira dos clubes, mais fragilizados pela pausa dos torneios, a entidade reduziu em 30% a carga de possíveis punições financeiras por infrações ao regulamento da Conmebol e/ou das competições. Contudo, sem reduzir os valores cobrados para cartões amarelos (200 dólares, equivalente a R$ 1,1 mil) e vermelhos (750 dólares ou R$ 4,4 mil).

Confira as medidas sanitárias explicitadas no documento divulgado pela Conmebol:

– Proibição para jogadores e comissão de cuspir e assoar o nariz antes, durante e depois do jogo na área da competição (campo de jogo e banco de reserva);

– Proibição para jogadores e comissão de beijar a bola antes, durante e depois do jogo;

– Obrigatoriedade para jogadores e comissão de submeter-se a controles de temperatura antes das partidas;

– Obrigatoriedade para jogadores e comissão de usar garrafas individuais de água e bebidas isotônicas;

– Proibição de trocar ou presentear a camisa ou qualquer outra parte do uniforme com rivais ou companheiros de mesma equipe ou qualquer outra pessoa;

– Uso obrigatório de máscaras aos jogadores e comissão que se encontram no banco de reservas;

– Proibido a troca de flâmulas ou presentes entre ambas equipes;

– No caso de participar de entrevista no campo ou em coletiva de imprensa depois da partida, deverá utilizar máscara ou protetor facial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019