Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Copa do Mundo Feminina: De virada, Brasil é derrotado pela Austrália

Foto: FIFA.com

Em Montpellier, a Seleção Brasileira conheceu a primeira derrota no Mundial Feminino. Após abrir dois a zero, a equipe de Vadão levou a virada da Austrália. Agora, o Brasil fica com três pontos, mesma pontuação da Austrália e Itália.

Leia Mais: Ex-Santos desperta interesse de grandes ligas na Europa
Benfica fica próximo de anunciar revelação sul-americana

Na rodada derradeira, a Seleção Brasileira encara a Itália. Enquanto isso, a Austrália mede forças com a Jamaica.

O jogo

Com a necessidade de vencer devido a derrota no jogo de estreia, a Austrália dava as cartas dentro de campo e encurralava a Seleção Brasileira. Porém, apesar de todo o domínio, as autralianas não assustavam a goleira Bárbara de fato.

Por outro, quando o Brasil tinha a bola acelerava o ritmo da partida e teve um pênalti a seu favor aos 25 minutos, quando Letícia Santos foi derrubada na grande área. Na cobrança, Marta bateu forte no canto esquerdo e balançou a rede, 1 a 0.

O gol empolgou o Brasil que era mortal nos ataques e ampliou aos 37. Tamires deu caneta na adversária, arrancou em velocidade e achou Debinha. A camisa 9 cruzou na medida e Cristiane, sempre ela, testou firme para marcar o seu quarto gol no torneio, 2 a 0.

Nos acréscimos da etapa inicial a Austrália começou a sua reação. Após novo levantamento na grande área, Mônica não cortou e Foord diminuiu, 2 a 1.

No segundo tempo a Austrália voltou com uma verdadeira blitz. Sem Marta, substituída por Vadão no intervalo, a seleção da Oceania não perdoou e chegou ao empate através de Logarzo. A camisa 6 cruzou, a bola passou por todo mundo e surpreendeu Bárbara, 2 a 2.

Com a igualdade o Brasil sentiu o baque. A Seleção não conseguia se encontrar dentro de campo e a virada era questão de tempo. Ponto forte das australianas, após lançamento na grande área, Mônica tentou cortar e marcou contra. Inicialmente, a bandeira anulou por ver influência de Kerr, impedida, na jogada, mas o VAR entrou em cena e mudou a decisão de campo, 3 a 2.

Nos acréscimos, durante a pressão em busca do empate, Andressa foi claramente derrubada pela zagueira australiana, mas a arbitragem não deu pênalti.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *