Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Coquimbo vence de novo o Estudiantes de Mérida e passa tranquilo na Sula

Copa Sul-Americana ilustra Futebol Latino
Foto: Divulgação/Conmebol

Não deixando qualquer dúvida sobre a questão de merecimento na classificação as oitavas da Sul-Americana, o Coquimbo Unido venceu novamente o Estudiantes de Mérida, dessa vez jogando na Venezuela e com o placar de 2 a 0. Assim, o global de 5 a 0 qualifica os chilenos a enfrentarem, na próxima fase, os peruanos do Huancayo em duelo dos eternos países rivais do Pacífico.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q2_SOC

Leia mais: Racing vive dias tensos após mudanças de Sebastián Beccacece
Iago Maidana se diverte após torcedor do Sport compará-lo com Sergio Ramos

Primeiro tempo

Se a vantagem acumulada no primeiro duelo já era interessante, logo na primeira investida dos chilenos, a situação se tornou ainda mais confortável quando o cruzamento vindo da direita espalmado por Alejandro Araque caiu nos pés de Joe Abrigo. O camisa 10 do Coquimbo teve tempo de reação para dominar e encher o pé para mandar alto, com força e sem possibilidades de defesa para o arqueiro da equipe anfitriã logo aos oito minutos de partida.

Depois do tento, a estratégia de fazer a administração do resultado acumulado entrou em ação e o Estudiantes precisou se responsabilidar pelo comando do jogo tanto territorialmente como para fazer volume de jogo suficiente no sentido de buscar uma improvável reação suficiente para obter a vaga.

Com dificuldade para furar a marcação bastante retraída do adversário, a única oportunidade mais aguda obtida pela equipe da Venezuela aconteceu quando o lateral-esquerdo Daniel Linarez puxou para a canhota e bateu forte para uma defesa plástica feita pelo goleiro Matías Cano.

Segundo tempo

Novamente no início da etapa, apesar da postura ofensiva adotada pelos comandados de Martín Brignani, o Coquimbo Unido se aproveitou de uma oportunidade no ataque e capitalizou para deixar a classificação ainda mais próxima do que já estava. Com nove minutos, depois de bola afastada pela zaga do Estudiantes vinda pelo alto do lado direito do ataque, um chute de fora da área bateu na zaga e foi direto nos pés de Lautaro Palacios que só teve o trabalho de tocar pro fundo das redes.

O confronto sofreu uma queda de ritmo após o segundo tento, parecendo somente uma questão protocolar até que a arbitragem equatoriana capitaneada por Luis Quiroz desse por encerrado o confronto para a confirmação da vaga chilena.

Antes disso, os Piratas chegaram a aparecer no ataque em pelo menos mais duas oportunidades onde Alejandro Araque evitou com que o panorama já muito ruim para o Estudiantes de Mérida terminasse ainda pior no placar agregado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *