Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Cortez fala em gratidão a Renato e “indicação” do elenco do Grêmio

Peças experientes do plantel do Grêmio foram apontadas pelo lateral-esquerdo como relevantes para surgir a oportunidade de vir ao clube
cortez-fala-em-gratidao-a-renato-e-indicacao-do-elenco-do-gremio-Futebol-Latino-20-03

Em entrevista que deu na tarde de ontem (19) no programa Seleção SporTV, o lateral-esquerdo Cortez fez uma curiosa revelação a respeito de como se deu a sua vinda do futebol japonês para o Grêmio.

Leia mais: Técnico do Aurora afirma que seguirá à frente do clube
Será que o Internacional tem como conseguir uma virada histórica em cima do Grêmio?

Segundo o atleta revelado no Nova Iguaçu, o volante Maicon e o lateral-direito Léo Moura foram vozes importantes para conduzir o técnico Renato Portaluppi a pensar na sua contratação:

“Quando surgiu a oportunidade de vir para o Grêmio onde o Maicon, o Léo Moura e o grupo falaram do meu nome pro Renato Gaúcho, ele me ligou e perguntou se eu queria jogar ou ‘passear em Porto Alegre’. Disse a ele que queria jogar, retomar o meu futebol e ele disse que, estando com esse pensamento, eu poderia vir que eles iriam me ajudar. Sou muito grato ao Renato e a todos os jogadores porque eu sei do meu potencial.”

Cortez também tratou de comentar como tem visto uma evolução tática do seu futebol no que diz respeito a cuidar mais da marcação do que nos tempos onde seu futebol apareceu de maneira mais vistosa no cenário nacional.

“Treinamos muito aqui a parte defensiva, a comissão trabalha muito comigo porque eu era mais conhecido ofensivamente e não muito na parte defensiva. Aqui estou podendo trabalhar as duas partes e meu primeiro objetivo é marcar e, depois, atacar do jeito que eu sei atacar”, disse Cortez.

Apesar da vantagem construída no primeiro duelo das quartas de final do Gauchão, vencendo na Arena o Internacional por 3 a 0, o jogador descartou o resultado como o retrato de uma superioridade técnico existente por parte do Tricolor sobre o Colorado:

“Não vejo nosso time superior até porque você sabe que clássico pode acontecer de tudo e, às vezes, quando um time se sente superior e pode ser surpreendido. Nossa equipe vem apenas fazendo o que o professor Renato pede, com muita humildade e jogando um futebol ofensivo independente se é em casa ou fora independente do adversário. Além disso, sempre respeitamos o nosso adversário, pode ser o Inter ou o Novo Hamburgo que nós entraremos para dar o melhor e buscar as vitórias.”

error: Futebol Latino 2019