Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Cristiane dá show e Brasil ganha bem da Jamaica na Copa do Mundo

Atacante do São Paulo, Cristiane fez os três gols do Brasil na estreia da Copa do Mundo Feminina diante da equipe centro-americana em Grenoble
Brasil-Jamaica-Copa-do-Mundo-feminina-Futebol-Latino-09-06

Vindo de uma sequência bem ruim nos últimos amistosos, o Brasil deixou toda a desconfiança para trás batendo com propriedade a Jamaica por 3 a 0 na estreia da Copa do Mundo Feminina realizada na França onde a experiente atacante Cristiane marcou todos os tentos.

Com o resultado, a Seleção fica na liderança da chave com três pontos tendo saldo de gol melhor que a Itália que tem as mesmas três unidades. As australianas ficam em terceiro enquanto as Reggae Girlz seguram a lanterna do Grupo C.

Leia mais: Universidad de Chile vence Rangers fora de casa pela Copa Chile
Central Córdoba retorna à elite argentina depois de quase 50 anos

Primeiro tempo

Os primeiros minutos de jogo foram de muita intensidade do ataque da Seleção com a bola rodando em volta da área onde estava a arqueira Sydney Schneider. Porém, faltava a finalização mais aguda que poderia coroar com gol a pressão aplicada em uma até então “acuada” equipe jamaicana que, aos poucos, tentava sair na base dos contra-ataques.

Aos 15 minutos de jogo, um cruzamento preciso de Andressa Alves onde Cristiane cabeceou com precisão no canto direito de Schneider foi o que a equipe brasileira precisou para abrir a contagem na cidade de Grenoble.

As Reggae Girlz encontravam espaços para tentar, em momentos pontuais, sair na base da velocidade usando o trio de ataque formado por Cheyna Matthews, “Bunny” Shaw e Trudi Carter. Dessa maneira, a melhor chance que conseguiu elaborar foi quando Shaw bateu forte de fora da grande área e Bárbara trabalhou muito bem indo buscar a bola no ângulo.

Todavia, o volume do jogo brasileiro foi muito maior ao ponto de as comandadas pelo técnico Vadão terem perdido, pelo menos, quatro excelentes oportunidades de marcar cortadas pela zaga ou mesmo interceptadas por Schneider vindas dos pés de Debinha e Cristiane.

Com 38 minutos, a arbitragem da alemã Riem Hussein marcou pênalti em bola tocada com o braço dentro da área por Alysson Swaby onde Andressa Alves teve grande chance de fazer o segundo do Brasil. Porém, na batida, Schneider se antecipou e acertou o canto defendendo a cobrança.

Segundo tempo

Logo aos quatro minutos, na volta do intervalo, a Seleção Brasileira voltou a atacar com a mesma pressão ofensiva do início da partida e conseguiu o tão perseguido segundo aos quatro minutos. Andressa Alves fez o cruzamento e Cristiane, de carrinho, bateu pras redes que nem chegaram a balançar com Chantelle Swaby tirando ela já dentro da meta.

As chegadas da equipe da Jamaica até prosseguiam, principalmente se aproveitando das bolas aéreas.

Mas quem voltou a marcar (e com muita categoria) foi a camisa 11 da Seleção, Crisitane, aos 19 minutos cobrando falta de maneira precisa onde a bola bateu no travessão antes de bater dentro do gol de Sydney Schneider.

O terceiro tento deixou a equipe da América Central visivelmente abalada e, em conjunto com a questão física, fez com que a parte final do duelo proporcionasse ainda pelo menos outras três chances claras para o Brasil deixar o saldo ainda mais elástico. Entretanto, faltou precisão para finalizar e o resultado permaneceu de 3 a 0.

error: Futebol Latino 2019