Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

De Rossi poderia deixar o Boca Juniors no fim de 2019

Devido a questões políticas dentro do clube, se Nicolás Burdisso deixar o cargo de mandatário no futebol, o italiano pode voltar ao futebol italiano

Sem jogar desde o fim de setembro por conta de uma lesão muscular, Daniele De Rossi começa a conviver com questionamentos dentro do Boca Juniors e vê a sua estabilidade dentro do clube ruir de maneira surpreendente.

Leia Mais: Vanderlei acumula ótimos números em pouco tempo no novo clube
Atacante francês descarta consumo de drogas e bebidas durante passagem em clube da América

A mais nova sobre o italiano é que ele poderia rescindir o seu contrato com o time Xeneize de maneira antecipada e voltar ao Calcio no mês de dezembro.

Segundo o jornal Gazzetta dello Sport, a questão política pode pesar no desejo do jogador. Em novembro, o Boca Juniors vai passar por eleição presidencial e, caso Nicolás Burdisso, atual gerente de futebol e amigo de pessoal do italiano, deixe o cargo, a sua permanência seria inviável.

É claro que, no momento, tudo não passa de especulação, já que De Rossi não se manifestou sobre o caso e tem um ótimo convívio dentro do clube argentino com funcionários, companheiros e comissão técnica.

Apesar dos 36 anos, o italiano apresenta um grau de profissionalismo que impressiona a todos dentro do clube.

Contrato

Lembrando que, o contrato entre Boca Juniors e Daniele De Rossi vai até metade de 2020, com a possibilidade de renovar por mais uma temporada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019