Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Del Valle e Flamengo fazem jogo frenético e empatam na ida da Recopa

Independiente-del-Valle-Flamengo-Recopa-Futebol-Latino-19-02
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Em ritmo acelerado com grande responsabilidade dos donos da casa, Independiente del Valle e Flamengo se mostraram vivos até o fim na busca pelo resultado. Com isso, o placar final pelo duelo de ida na decisão da Recopa ficou em 2 a 2, algo que não gera vantagem a nenhum dos lados por não haver critério de gol qualificado no torneio.

Leia mais: Juventus ofereceria mais de R$ 330 milhões para contratar Gabriel Jesus
Ex-Ceará revela expectativa para iniciar temporada no futebol japonês

Assim, no encontro da próxima quarta (26) às 21h30 (horário de Brasília) no Maracanã, somente se houver um vencedor no tempo normal ou na prorrogação a taça não será decidia via penalidades máximas.

Primeiro tempo

O domínio do del Valle não era absoluto, mas a equipe da casa notoriamente estava mais confortável na partida do que o Rubro-Negro no sentido de movimentação ofensiva e de reter por mais tempo a bola em sua posse.

Dentro dessa realidade, foi usando a cobrança de falta (e uma colaboração de Diego Alves) que a IDV inaugurou a contagem no Atahualpa. Com 20 minutos, em infração mais perto do bico esquerdo da grande área, Jacob Murillo bateu com força no canto onde o arqueiro do Flamengo já estava e viu o camisa 1 pular, mas sem firmeza na mão para defender.

Seis minutos depois, o cenário poderia ter ficado igual quando Arrascaeta lançou em velocidade Bruno Henrique que, depois de sair em disparada, fintou o arqueiro Jorge Pinos e bateu pro fundo das redes. Contudo, após a marcação de campo apontar impedimento, a demorada checagem do VAR confirmou a irregularidade.

Enquanto os equatorianos conseguiam ter mais condições de levar problemas a defesa flamenguista quando acionavam com sucesso as costas dos laterais Rafinha e Filipe Luis, os momentos mais agudos do ataque brasileiro vinham quando Bruno Henrique saía da marcação e aparecia desmarcado para finalizar contra a meta de Pinos.

Segundo tempo

A entrada de Vitinho no lugar de Diego chegou a ter efeito prático logo nos primeiros minutos do tempo complementar com o camisa 11 se mostrando boa alternativa para incomodar a zaga equatoriana. Todavia, depois dos 15, quem foi seguidamente sendo efetivo em aplicar velocidade usando os espaços que a defesa do Flamengo concedia foi o time do técnico espanhol Miguel Angel Ramírez. Foram pelo menos três oportunidades em sequência onde em duas delas a pontaria fez a bola passar perto do gol defendido por Diego Alves e, na outra, Gabriel Torres escapou da marcação e saiu cara a cara com o arqueiro flamenguista que defendeu a batida de maneira sensacional.

Quando parecia que a IDV estava se aproximando claramente do segundo gol, apareceu a figura de Bruno Henrique em lance que misturou alegria e preocupação ao torcedor Rubro-Negro. Alegria pela arrancada que deixou pra trás o zagueiro e a batida por baixo de Jorge Pinos que deixou tudo igual em Quito aos 20 e preocupação com o fato de, ao invés de comemorar, o camisa 27 precisou ser substituído sentindo fortes dores na região do tornozelo após choque com o goleiro adversário.

Os anfitriões se viram ainda mais impelidos a seguirem com o volume de jogo em busca da vitória e, se faltou eficiência pra concluir de um lado, por parte de Pedro sobrou oportunismo para marcar o gol da virada. Aos 40, Everton Ribeiro girou maravilhosamente em cima da marcação quando já adentrava a grande área pelo lado direito e tocou pro meio onde o centroavante chegou batendo no canto oposto a Jorge Pinos.

Entretanto, a alegria flamenguista durou pouco tempo já que, no lançamento onde Murillo entrou na base da velocidade na grande área e caiu, o árbitro uruguaio Leodán González marcou penalidade de Rafinha com 43 minutos. O experiente capitão Cristian Pellerano foi pra bola e bateu com força no canto direito com Diego Alves não tendo tempo de chegar na bola apesar de acertar o canto aos 45.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2019 | Por Diegão ©