Foto: Reprodução/Lance

Não é segredo para ninguém que Juan Sebastián Verón é desafeto público de Diego Maradona, porém, o atual presidente do Estudiantes de La Plata, está bem longe de ser ingrato e não reconhecer a importância de Díos em sua carreira.

Leia Mais: Time da América sonha com a chegada de Zinedine Zidane
De virada e no sufoco, Paraguai vence amistoso contra a Jordânia

Em 1996, após se destacar no time do coração, o meio-campista foi negociado com o Boca Juniors e fez parte de uma equipe que contava com grandes nomes do futebol local, entre eles, Maradona.

Durante o bate-papo com a Infobae, Verón afirmou que o eterno camisa 10 da Albiceleste foi extremamente importante em sua carreira e foi fundamental na transferência para a Europa.

“Eu joguei na Europa porque era a liga que o Maradona havia se destacado. Foi algo planejado, pois aquela imagem dele no Napoli marcou a minha vida”, declarou.

“Para os que nasceram na década de 70, o Maradona foi a grande referência no mundo da bola. Conviver com ele, compartilhar um vestiário e ganhar experiência não tem preço. É o tipo de passagem que dá vivência ao longo da carreira”, completou o campeão da Libertadores com o Estudiantes.