Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Diretor do Atlético Nacional fala sobre Autuori e desconversa sobre Osorio

De acordo com Alejandro Nájera, o brasileiro saiu devido a instabilidade dentro de campo ao longo da sua passagem

Nesta quarta-feira, o Atlético Nacional tem pela frente o Fluminense no Atanasio Giradot. Após ser goleado no duelo de ida por 4 a 1, o time Verdolaga precisa vencer por três gols de diferença para avançar na Copa Sul-Americana.

Leia Mais: Sporting Cristal confirma o favoritismo e elimina o Unión Española na Sul-Americana
Confira um resumo sobre os jogos de quarta-feira da Copa Sul-Americana

Apesar de toda a importância e concentração que o jogo exige, o assunto que agita os bastidores do clube colombiano é a procura por um novo técnico, já que Paulo Autuori foi demitido na semana passada.

Um dos favoritos a ficar com a vaga é Juan Carlos Osorio, ídolo do Nacional e multicampeão com a equipe durante a sua passagem que durou de 2013 a 2015.

Porém, mesmo com os pedidos da fanática hinchada, a diretoria prega cautela no assunto e garante que ainda não abriu negociação com o treinador.

“Não temos um prazo estipulado para encontrar o novo técnico. Assim que tivermos um nome de consenso, vamos procurar o profissional e apresentar o projeto”, afirmou Franciso Nájera, diretor de futebol do Atlético Nacional à Rádio Caracol.

Questionado sobre Paulo Autuori, o dirigente afirmou que a instabilidade apresentada dentro de campo foi o principal motivo para o desligamento do brasileiro.

“Um dos maiores problemas era a instabilidade dentro de campo. Você não sabia o que iria acontecer. Passamos por muitos altos e baixos sob o seu comando e o melhor a se fazer foi interromper o trabalho”, declarou.