Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Eliminatórias: Venezuela terá desfalque importante nas duas primeiras rodadas

Foto: AFP

Logo nos primeiros jogos a serem feitos com o técnico José Peseiro dirigindo a seleção da Venezuela, válidos pelas Eliminatórias, deve ter um desfalque considerável a ser solucionado pelo treinador lusitano como é o caso do centroavante Salomon Rondón.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q3_SOC

Leia mais: Brasileiro esbanja confiança em disputa com Cristiano Ronaldo pela artilharia de 2020
Jogador que atua no futebol argentino é comparado com Usain Bolt

O Dalian Pro (China), time em que joga Rondón, teria feito uma consulta a FIFA para saber da possibilidade de não liberar o atleta para os embates diante de Colômbia, em Barranquilla, e frente ao Paraguai na cidade de Mérida pelo prejuízo que teria com os protocolo sanitário chinês.

Isso porque, no país, Salomon precisaria passar ao menos duas semanas em quarentena quando retornasse da América do Sul, algo que o faria perder seis partidas.

Segundo o mais recente ajuste feito pela FIFA nos protocolos de atletas cedidos por clubes a seleções nas datas FIFA, caso o nome chamado por sua equipe nacional precise ficar em quarentena de pelo menos 15 dias tanto no trajeto de ida como de volta, existe uma brecha para a não-liberação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *