Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Em duelo agitado, Grêmio e Flamengo empatam e decisão fica aberta

Rubro-negro foi melhor ao longo da partida, não matou o confronto e cedeu o empate nos minutos finais
Rubro-negro foi melhor ao longo da partida, não matou o confronto e cedeu o empate nos minutos finais

Tudo igual na primeira semifinal brasileira. Em Porto Alegre, o Flamengo foi melhor, abriu o placar através de Bruno Henrique, mas cedeu o empate nos minutos finais com Pepê. No duelo da volta, o vencedor no tempo normal avança. Se o repetirem o placar, o classificado sai na disputa de pênaltis. Se a rede não balançar, o Fla está na grande final. Por outro lado, igualdade a partir de dois gols passa o Grêmio.

Leia Mais: Candidato a presidente do Boca revela o desejo de contratar Felipe Melo e Felipão
Vélez Sarsfield lança camisa comemorativa a gol épico de Chilavert

O duelo da volta entre Grêmio e Flamengo está marcado para o dia 23 de outubro, no Maracanã.

O confronto

A etapa inicial foi do Flamengo. Com muita velocidade, principalmente pelo lado esquerdo, o time carioca envolvia o Grêmio e perdeu uma grande chance com Arrascaeta. O uruguaio recebeu na grande área, sozinho, e bateu para fora.

Não demorou muito para a superioridade do Fla resultar em gol. Praticamente na sequência, Everton Ribeiro e Gabigol marcaram, mas o VAR entrou em ação e anulou corretamente os dois tentos.

Tímido no campo ofensivo, o Grêmio era amplamente dominado e não incomodou o goleiro Diego Alves.

Na etapa final o panorama mudou. O Tricolor voltou mais organizado e colocou Luan no jogo. O camisa 7 distribuía bons passes e o time da casa cresceu. Cebolinha e Matheus Henrique tiveram boas chances, mas Diego Alves operou milagres.

Quando o Flamengo desceu, ele foi mortal. No cruzamento da direita, Bruno Henrique subiu de cabeça e abriu o placar.

O gol abalou o time da casa e o Fla cresceu. Gabigol e Bruno Henrique tiveram a chance de matar o jogo, mas falharam.

Quando a vitória carioca parecia certa, Luan recebeu em velocidade, tocou para Maicon, que ligou Cebolinha. O camisa 11 chutou cruzado e Pepê deixou tudo igual, 1 a 1.