Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Em duelo emocionante, Equador derrota a Hungria e avança no Mundial Sub-17

Tri saiu atrás do marcador, levou o empate, mas conseguiu o gol da vitória nos minutos finais para garantir a classificação

No estádio Olímpico de Goiânia, o Equador bateu a Hungria por 3 a 2 e garantiu a sua vaga na próxima fase do Mundial Sub-17. O resultado deixou a Tri na vice-liderança do grupo B, com seis pontos. A Hungria está eliminada, com apenas um ponto.

O jogo

A partida começou acelerada. Com as duas seleções no campo ofensivo, o torcedor que compareceu ao estádio ficou feliz com as chances criadas por equatorianos e húngaros.

Pelo lado equatoriano, o meia Mina chamava a responsabilidade e dava o tom no campo ofensivo, quando o selecionado europeu resolveu atacar ficou com o grito de gol entalado na garganta.

Leia Mais: Temporada regular do Equador chega ao fim com liderança do Macará
Ex-São Paulo segue acreditando em classificação no futebol do Japão

A melhor oportunidade da Hungria veio através Molnár. Após cruzamento, o húngaro completou e viu Lopez praticou um milagre para manter o zero no placar.

O VAR entrou em ação na casa dos 22 minutos. Mercado trombou com o goleiro adversário e o árbitro deu pênalti para o Equador. Porém, ao analisar o lance no vídeo, o árbitro mudou de opinião e voltou atrás na decisão.

No decorrer da etapa inicial a Hungria manteve o controle dentro de campo e criou algumas oportunidades, mas faltou capricho para concluir em gol.

No segundo tempo a Hungria abriu o placar logo aos 4 minutos. No erro da zaga equatoriana, Nemeth acertou um belo chute de fora da área e balançou a rede, 1 a 0.

Em desvantagem, o Equador não se intimidou e conseguiu a virada aos 20 e 22 minutos. Primeiro, Vite aproveitou a falha na zaga adversária e finalizou no canto esquerdo do goleiro. Pouco depois, Vite deu passe açucarado para Mercado que colocou a Tri na frente, 2 a 1.

Quando parecia que o confronto estava definido, a Hungria deixou tudo igual através de Nemeth, que acertou um lindo chute de primeira e balançou a rede, 2 a 2.

Diante da intensidade da partida, as duas seleções diminuíram o ritmo dentro de campo e, em lance de rara felicidade dos equatorianos, Mina aproveitou a sobra da defesa e deu números finais ao jogo, 3 a 2.

error: Futebol Latino 2019