Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Com estádio vazio, Racing ganha do Alianza Lima em Avellaneda

Partida que foi afetada por medida de prevenção contra o coronavírus teve a Academia amplamente superior, porém convertendo apenas uma oportunidade
Racing-Alianza-Lima-Copa-Libertadores-Futebol-Latino-12-03

Criando muito, porém convertendo pouco, o Racing conseguiu a vitória de 1 a 0 contra o Alianza Lima pela segunda rodada do Grupo F da Copa Libertadores no estádio El Cilindro, em Avellaneda.

Leia mais: Nacional, na base da “teimosia”, passa pelo Estudiantes de Mérida
FIFA atende pedido da Conmebol e Eliminatórias tem início oficialmente adiado

Primeiro tempo

Em momentos muito pontuais, mais precisamente no início da partida, a equipe peruana até tentou se lançar ao ataque e minimamente se mostrar presente. Porém quando conseguiu chegar no plano ofensivo, não conseguiu ser perigoso ao ponto de criar uma oportunidade clara de gol.

Por sua vez, a Academia foi bastante intensa e volumosa no seu estilo de jogo bastante identificado com as características de seu treinador, Sebastián Beccacece. Tornando o confronto, em parte absoluta da etapa inicial, uma verdadeira disputa de ataque contra defesa.

Contudo, além de um problema de encontrar o tempo certo da finalização sem ser bloqueado pela defesa dos Íntimos, quando o fazia de maneira precisa, em direção ao gol via o arqueiro Leao Butrón muito bem postado.

Na primeira delas, Matías Zaracho bateu rasteiro e viu o goleiro defendeu com o pé. Curiosamente, na segunda o lance teve contexto bastante parecido e Butrón, novamente, mostrou elasticidade para intervir novamente em batida rasteira.



Segundo tempo

Voltando do intervalo tentando se manter sufocante para conseguir o tão perseguido gol, foi preciso a entrada de Nicolás Reniero na vaga de Benjamin Garré para, na primeira tentativa de ataque, o primeiro zero do marcador sair em Avellaneda.

Aos 16 minutos, o atacante se aproveitou do erro de Robert Quijada no corte, dominou dentro da grande área e, após limpar para a perna esquerda, bateu cruzado no meio das pernas de Leao Butrón.

A posse de bola seguiu sob o controle do Racing, porém as oportunidades mais claras acabaram naturalmente rareando seja pelo “alívio” do gol marcado bem como também o sinal de cansaço do lado argentino. Apesar disso, ainda houve espaço para que Zaracho, em bola cabeceada dentro da área, testasse de peixinho mandando bola que carimbou a trave direita de Butrón.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019