Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Em meio a crise, Colo-Colo rompe com fornecedora de material esportivo

em-meio-a-crise-colo-colo-rompe-com-fornecedora-de-material-esportivo-Futebol-Latino-06-07
Foto: Divulgação/Colo-Colo

Mesmo com o futebol paralisado de maneira forçosa, o clima pelos lados do Colo-Colo parece só ter piorado com o passar dos dias. Não bastasse a verdadeira “guerra” estabelecida entre diretoria e atletas por questões financeiras, agora a equipe de Santiago entrou em séria rota de colisão com sua fornecedora de material esportivo, a Umbro.

Betwinner

Leia mais: Preocupado com a saúde da esposa, astro se recusa a participar da retomada da MLS
Joia do futebol argentino teria oferta concreta de R$ 50 milhões da Europa

Tudo começou com a denúncia apresentada pela Blanco y Negro (empresa responsável pela administração do clube) contra a Comercial Depor Limitada, companhia que representa a Umbro em solo chileno.

A administradora do Cacique entregou documentos assinados pelo gerente geral do clube, Alejandro Paul, fazendo uma denúncia formal direcionada a Comissão para o Mercado Financeiro (responsável por gerenciar e fiscalizar as relações comerciais de entidades presentes no mercado financeiro do país identificada também pela sigla CMF) do que foi chamado de “diversos descumprimentos contratuais” relacionadas a pagamentos que seriam previstos no acordo.

A reação da empresa de origem inglesa foi bastante firme em nota oficial alegando “taxativamente” não ter deixado de cumprir nenhum elemento do contrato celebrado. Além disso, a empresa aponta que jamais “fugiu intempestivamente” das tratativas como apontado na denúncia da ByN.




A Umbro antecipou que o contrato inicialmente vigente até 2023 será encerrado de maneira precoce no dia 31 de dezembro desse ano se valendo de cláusula prevista no acordo bem como ratificou sua insatisfação com a manifestação dos administradores do Colo-Colo alegando que “não permitirão que manchem a reputação da Comercial Depor Ltda. nem o prestígio da marca Umbro mediante acusações públicas infundadas e tendenciosas.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *