Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

O amistoso entre Estados Unidos e México, que ocorreu no Nissan Stadium na cidade de Nashville, no Tennessee, terminou com vitória norte-americana de 1 a 0, gol marcado pelo jovem Tyler Adams.

O jogo

Os primeiros 10 minutos foram de posse de bola superior para os norte-americanos, porém sem efetividade suficiente para fazer Hugo González trabalhar com afinco.

Ao contrário dos mexicanos que, aos 14, conseguiram em cobrança de escanteio levar bastante perigo na testada firme de Edson Álvarez defendida providencialmente por Zack Steffen.

Depois disso, foi o México que passou a ser mais ativo no quesito de ter a posse e assumir as rédeas na criação de jogadas. Porém, pelo chão a infiltração na defesa adversária se mostrava pouco efetiva.

Na chance em que a Tri voltou a ser mais perigosa e criou o lance talvez mais envolvente de todo o primeiro tempo com bola rolando, o meia Diego Lainez limpou bonito a marcação pelo lado direito do ataque e tocou para o meio, mas Roberto Alvarado não conseguiu chutar com força e Steffen conseguiu se recuperar para defender.

Segundo tempo

Os problemas de elaboração de jogadas seguiam sendo o grande entrave para que a partida se tornasse mais emocionante, lógica essa que valia tanto para mexicanos como para os Estados Unidos.

Por maior que fosse a movimentação e até dedicação dos dois times, faltava o acerto nas tomadas de decisão no último terço de campo, criando uma espécie de “loop” de bolas perdidas no ataque.

Mesmo em clima de amistoso, a partida contou com um lance mais forte do centroavante Ángel Zaldívar no círculo central. Em chegada de sola sobre Will Trapp, o árbitro costarriquenho Ricardo Montero foi incisivo e mostrou o cartão vermelho direto, expulsando o avante da Tri.

Com um jogador a mais, o domínio de bola do US Team ficou ainda mais acentuado e não demorou muito para que os espaços mais abertos se tornassem o primeiro gol da partida. Após jogada em profundidade, Tyler Adams aproveitou cruzamento rasteiro de Antonee Robinson e bateu firme para vencer González, 1 a 0 EUA, placar final.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *