Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

“Estava mais seguro na Ásia do que no Chile”, desabafa jogador

Matías Jude, atualmente no futebol asiático, criticou as autoridades chilenas que não tomaram providências para proteger a população contra o coronavírus

Matías Jude, ex-jogador da Universidad Católica, foi o responsável pela declaração do fim de semana no Chile. Em conversa com o site La Cuarta, o atleta criticou de maneira forte as autoridades do país.



Leia Mais: Em baixa no México, Gustavo Quinteros pode assumir o Colo-Colo
Eduardo Salvio faz elogios a Jorge Sampaoli: “Tenho gratidão”

Por conta do coronavírus, o jogador deixou o Viatnã, país em que defende as cores do Ho Chi Minh City e vai passar algumas semanas no Chile até tudo se acalmar, mas segundo Matías Jude, o povo chileno não está protegido como deveria.

“Quando desembarquei no Chile domingo passado não vi nenhum tipo de prevenção no aeroporto para medir a temperatura ou checar de onde vinham os passageiros. É uma medida absolutamente irresponsável, não tinha cada de ordem do governo. Posso dizer que estava mais seguro Ásia do que no Chile”, disparou.

“Lá na ásia, mais precisamente na China, existe uma conscientização maior da população, controle de comida, lugar onde você frequenta e o que precisa ser feito para controlar o surto”, finalizou Matías Jude.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019